Sciam


Clique e assine Sciam
Notícias

Cores estimulam atividade cerebral

Pesquisadores verificaram que o vermelho ajuda na concentração e atenção e o azul libera a mente

Jordan Lite
Image © iStockphoto/bluestocking
Você sempre usa “aquela” caneta azul que lhe traz sorte nas provas? Talvez você devesse usar uma vermelha...

Pesquisadores da University of British Columbia (UBC) avaliaram o comportamento de 600 pessoas que executaram tarefas que exigiam atenção a detalhes (como revisão de textos) e outras que exigiam criatividade (como resolver um problema). Eles se saíram melhor nos testes que exigiam atenção aos detalhes, quando o plano de fundo do computador que estavam usando era vermelho, e apresentaram melhor resultado nos testes de criatividade quando o plano de fundo era azul. Os resultados da pesquisa foram publicados na Science Express em 6 de fevereiro.

Mesmo que estejamos acostumados a associar vermelho ao perigo e azul à tranqüilidade, a relação entre cores e desempenho cognitivo não é tão óbvia quanto parece, avalia a co-autora do estudo Julia Zhu, professora assistente de marketing da UBC. “As pessoas não têm noção dos diferentes efeitos das cores: elas sempre pensam que o azul vai ajudá-las a fazer as coisas melhor,” Zhu recomenda que “se a tarefa exigir atenção aos detalhes, use vermelho, mas se pedirem para você pensar em situações genéricas, o azul vai ajudar.”

Essas descobertas complementam os resultados do professor de psicologia Andrew Elliot, da University of Rochester, que publicou uma pesquisa em 2007 mostrando que as pessoas que observaram um painel vermelho antes de realizar um teste de QI tiveram pior desempenho, provavelmente por causa da associação negativa da cor com as marcas feitas pelo professores nas provas e trabalhos escolares. A idéia é que ─ ao menos em situações de desempenho de aprendizagem ─ o vermelho nos faz lembrar dos erros cometidos e queremos evitá-los. Pintar paredes ou partes do ambiente de vermelho pode inibir nossa criatividade porque estamos muito preocupados em evitar erros, avalia Markus Maier, professor assistente de psicologia social da Stony Brook University, em Nova York.

“A atenção pode ser muito útil em tarefas que envolvem detecção, e desvantajosa em tarefas envolvendo resolução de questões mais complexas,” avalia Maier. “Se tiver que resolver um problema muito complicado concentrar-se e manter a atenção é quase sempre doloroso, porque você gostaria ter um olhar mais abrangente, mas não consegue.”

Portanto, o contexto importa, sim. Em 2008, Elliot mostrou que homens se sentiam mais atraídos por mulheres com roupas vermelhas que se estivessem usando vestimentas de outras cores. Pode-se dizer, então, que no domínio da sedução, o vermelho melhora a performance.