Sciam
Clique e assine Sciam
Notícias

Músicas diferentes ativam regiões distintas do cérebro

A atividade de regiões cerebrais foi registrada por ressonância magnética funcional

Por Allie Wilkinson

Vivaldi ou Beatles? Os dois são ótimos. Mas seu cérebro pode estar processando as informações musicais de maneira diferente para cada um, de acordo com uma pesquisa publicada no periódico NeuroImage. [VinooAlluri et al, From Vivaldi to Beatles and back: Predicting lateralized brain responses to music]

Para o estudo, voluntários tiverem seus cérebros examinados por ressonância magnética funcional enquanto ouviam duas coletâneas musicais contendo obras de gêneros diferentes. Os exames identificaram regiões cerebrais que se tornam ativas durante a audição.

Uma coletânea incluía quatro peças instrumentais e a outra consistia de músicas retiradas do lado B de Abbey Road.

Algoritmos de computador foram usados para identificar aspectos específicos da música, que os pesquisadores conseguiram associar a áreas cerebrais específicas ativadas. Os cientistas descobriram que músicas vocais e instrumentais são tratadas de maneiras diferentes. Enquanto os dois hemisférios do cérebro lidam com características musicais, a presença de letras muda o processamento dessas características pelo córtex auditivo esquerdo.

Esses resultados sugerem que os hemisférios do cérebro são especializados em tipos diferentes de processamento de sons. Uma descoberta realizada com o que se poderia chamar de “análise instrumental”.