Sciam
Clique e assine Sciam
Notícias

Espanha confirma a primeira transmissão de Ebola

Enfermeira apresentou a infecção depois de cuidar de pacientes contaminados na África

 

By Debbie Ponchner

Autoridades da Espanha confirmaram que um profissional de saúde no Hospital Carlos III em Madrid, Espanha, foi infectado com o vírus Ebola. Esta é a primeira vez que alguém contrai o vírus fora de África.

A mulher, técnica de enfermagem, havia trabalhado no atendimento onde dois pacientes  com Ebola- ambos os missionários - foram tratados em momentos diferentes. Miguel Pajares, que foi resgatado da Libéria, morreu em 12 de agosto e Manuel García Viejo, que trabalhou em Serra Leoa, faleceu em 26 de setembro.

Em coletiva de imprensa ontem à noite em Madrid, Ana Mato, ministra da saúde da Espanha, assegurou que medidas apropriadas foram adotadas imediatamente tanto para cuidar da paciente e garantir quanto para dar segurança aos funcionários do hospital que cuidam  dela e a todos os cidadãos . E acrescentou que as autoridades de saúde estão trabalhando na verificação da fonte de infecção e que um estudo epidemiológico está em curso para identificar todos os contatos da paciente nos últimos dias.

Antonio Alemany, diretora de atenção básica da comunidade de Madrid deu mais detalhes sobre o caso. A enfermeira doente esteve em contato com os dois pacientes, tanto enquanto eles estavam vivos como depois de terem morrido. Depois, em 27 de setembro, partiu em férias.

Como cuidou de doentes de Ebola, profissionais de saúde verificavam a temperatura dela duas vezes por dia, seguindo as orientações da Organização Mundial de Saúde. Em 30 de setembro, ela notificou funcionários do hospital sua temperatura elevada, mas não era alta o suficiente para gerar suspeitas sobre Ebola. Em 6 de outubro, no entanto, ela relatou que sua temperatura havia subido acima de 38,6 graus Celsius (normal é 37,5 graus Celsius).

Dois testes foram realizados no hospital Alcorcón, perto de onde ela mora, e ambos confirmaram a infecção. A paciente foi transferida para o hospital Carlos III, instituição onde trabalha,  melhor preparado para cuidar de pacientes com Ebola em Espanha.

Veja a declaração da Organização Mundial de Saúde sobre o caso

Scientific American, 6 de outubro de 2014