Sciam
Clique e assine Sciam
Notícias

Lua possuiu atmosfera no passado, sugere estudo

Erupções vulcânicas poderiam ter criado uma atmosfera lunar temporária há bilhões de anos

NASA/MSFC
A lua da Terra não tem muita atmosfera hoje em dia. Contudo, um novo estudo descobriu que ela pode ter tido uma atmosfera mais densa de três a quatro bilhões de anos atrás, quando erupções vulcânicas lançaram nuvens gigantes de gás sobre a superfície lunar.

Hoje, a Lua está coberta de vulcões mortos e mares negros, ou planícies de lava endurecida. A atmosfera lunar é tão fina que, tecnicamente, nem mesmo é uma atmosfera - em vez disso, é considerada uma “exosfera”, com moléculas gravitacionalmente ligadas à Lua, mas muito esparsas para se comportarem como um gás.

Um novo estudo feito por cientistas do Centro Marshall de Voo Espacial da NASA em Huntsville, Alabama, e do Instituto Lunar e Planetário (LPI, na sigla em inglês) em Houston sugere que os vulcões antigos da lua produziram uma atmosfera temporária a qual durou 70 milhões de anos antes de se dissipar no espaço.

Amostras de gases vulcânicos coletados por astronautas da Apollo nos anos 1970 revelaram que o magma debaixo da superfície lunar há bilhões de anos “carregou componentes gasosos, como o monóxido de carbono, os ingredientes da água, do enxofre e outras espécies voláteis”, disseram funcionários do LPI em uma declaração.

No novo estudo, os pesquisadores calcularam quanto gás veio da lava que fluiu dos vulcões lunares. Eles determinaram que houve acúmulo de gás suficiente ao redor da Lua para que uma atmosfera fosse formada, e que essa atmosfera cresceu a um ritmo mais rápido do que poderia a taxa de perda de material para o espaço.

Funcionários do LPI disseram que as descobertas podem ter grandes implicações para futuras explorações lunares, pois elas “quantificam uma fonte de substâncias voláteis as quais podem ter ficados presas na atmosfera em regiões frias e escuras próximas aos polos lunares e, portanto, podem fornecer uma fonte de gelo adequada para um programa de exploração lunar”.

O estudo foi publicado online no dia 25 de setembro na revista Earth and Planetary Science Letters.

Hanneke Weitering, SPACE.com

Copyright 2017 SPACE.com, uma companhia Purch. Todos os direitos reservados. Esse material não pode ser publicado, distribuído, re-escrito ou redistribuído.
Para assinar a revista Scientific American Brasil e ter acesso a mais conteúdo, visite: http://bit.ly/1N7apWq