Notícias
07 de dezembro de 2007
Qual é a melhor diferença de idade para marido e mulher?
Casando-se com mulheres 15 anos mais novas, finlandeses da era pré-industrial maximizavam a expectativa de vida de seus filhos
por David Biello
DIFERENÇA DE IDADE: ao analisar registros do período pré-industrial na Finlândia, cientistas descobriram que homens que se casavam com mulheres 15 anos mais jovens tinham filhos com expectativa de vida mais longa.
Geralmente, os homens se casam com mulheres mais novas e as mulheres preferem trocar alianças com homens mais velhos. Mas essa escolha seria guiada pela cultura, pela genética ou pelo ambiente? E existe uma diferença ideal de idade entre marido e mulher? Uma nova pesquisa mostra que, pelo menos para os Sami (os habitantes da Lapônia) na Finlândia pré-industrial, os noivos deveriam ter cerca de 15 anos a mais que as noivas para maximizar as chances de sobrevivência dos filhos.

“Estudamos como a diferença de idade entre os pais afetou o sucesso reprodutivo das famílias entre os Sami que se casaram apenas uma vez na vida”, explica o ecólogo Samuli Helle, da Universidade de Turku, na Finlândia. “Descobrimos que casar com mulheres 14,6 anos mais novas maximizava o sucesso reprodutivo durante o tempo de vida do homem – em outras palavras, o número de filhos que chegavam aos 18 anos de idade.”

Os pesquisadores realizaram o estudo examinando registros das igrejas de 700 casamentos das populações de Utsjoki, Inari e Enontekiö, dos séculos 17 ao 19 (para eliminar os efeitos da medicina moderna sobre a sobrevivência dos filhos).
No entanto, apenas 10% desses casamentos aconteceram entre homens e mulheres com a diferença de idade ideal. Na verdade, havia casos de homens que se casavam com mulheres 20 anos mais velhas, assim como de moças que subiam ao altar com pretendentes 25 anos mais velhos. A média de diferença de idade entre os casais era de três anos. Os costumes relacionados ao casamento ou a disponibilidade de renas para sustentar a família (os Sami são pastores de renas) poderiam explicar por que os casamentos entre eles não aconteciam com essa diferença ideal de idade, diz Helle.

Na verdade, a idade em que a mulher começa a ter filhos é o principal fator para a sobrevivência, conforme indica o estudo publicado na “Biology Letters”: em geral, as mulheres mais novas davam à luz a crianças mais saudáveis. Casar-se com uma mulher ou um homem muito mais velhos era mais prejudicial para o sucesso reprodutivo.

Outra pesquisa realizada com dados atuais coletados na Suécia demonstrou que o ideal seria que o homem se casasse com uma mulher seis anos mais nova. No entanto, as restrições culturais do casamento mudaram muito: “A riqueza era o fator mais importante no casamento para os Sami. O amor praticamente não tinha papel algum”, ressalta Helle.
© Duetto Editorial. Todos os direitos reservados.