Sciam


Clique e assine Sciam
Notícias

Sonda vê cometa, Terra e Mercúrio juntos

O cometa Pan-STARRS está visível no hemisfério Norte

Nasa
Esta imagem de um vídeo da Nasa mostra o cometa Pan-STARRS (embaixo), a Terra (à direita) e o planeta Mercúrio (à esquerda) como vistos pela sonda Stereo B da Nasa, no início de março de 2013. Imagem: NASA

 
Por Tariq Malik e SPACE.com

Um novo vídeo de uma sonda da Nasa que estuda o Sol capturou uma cena inesperada: um cometa viajante posando com os planetas Terra e Mercúrio.

A imagem cósmica vem de uma das sondas gêmeas Stereo, da Nasa, que constantemente observam o Sol em busca de sinais de erupções solares e outros eventos climáticos espaciais. Ela mostra Mercúrio e a Terra aparecendo com o cometa Pan-STARRS, um cometa que está atualmente visível no Hemisfério Norte durante o crepúsculo.

A sonda capturou o vídeo com o cometa Pan-STARRS, a Terra e Mercúrio juntos, enquanto observava o Sol de 9 a 12 de março.

De acordo com a descrição da Nasa, o vídeo “mostra o cometa e sua cauda tremulante se movendo pelo espaço”. A Terra aparece como um brilhante objeto estacionário do lado direito do vídeo, enquanto Mercúrio está visível como uma luz que se move do lado esquerdo.

O Sol está fora de vista no vídeo da sonda Stereo-B, mas o vento solar está visível na forma de um feixe de material, explicaram oficiais da Nasa. Enquanto isso, a imagem do cometa Pan-STARRS a partir do espaço está trazendo um tesouro de dados para cientistas revisarem, adicionaram eles.

“Cientistas declaram que a cauda parece bastante complexa, e que serão necessários modelos computadorizados para ajudar a entender o que exatamente está acontecendo nas observações da STEREO”, observaram oficiais da agência na descrição do vídeo. “O cometa deve permanecer visível a olho nu até o fim de março”.

O cometa Pan-STARRS atualmente está visível a observadores do Hemisfério Norte logo após o pôr do sol. Para ver o cometa, olhe baixo no horizonte ocidental logo após o sol ter se posto. Se o clima permitir, o cometa Pan-STARRS pode aparecer como uma cabeça brilhante com um rastro fino, apesar de alguns observadores alertarem que o crepúsculo luminoso pode tornar sua observação difícil. 

O cometa Pan-STARRS foi descoberto em junho de 2011 por astrônomos usando o Telescópio de Pesquisa Panorâmica & Sistema de Resposta Rápida (Pan-STARRS, em inglês), no Havaí. O nome oficial do cometa é C/2011 L4 (PANSTARRS).

Cientistas estimam que o cometa Pan-STARRS demore aproximadamente 110 mil anos para orbitar o Sol após essa passagem pelo sistema solar interno. O cometa cruzou o céu noturno do Hemisfério Norte na semana passada após meses sendo visível a observadores do Hemisfério Sul.

As sondas gêmeas da Nasa, Stereo A e B (o nome é uma abreviação de Observatório de Relações Terrestres e Solares, em inglês) observam o Sol juntas para fornecer imagens sem precedentes de como material de erupções solares chegam à Terra. As sondas foram lançadas em 2006  e fazem parte de uma frota de sondas de vigilância que monitoram tempestades solares.

O Cometa Pan-STARRS é um de vários cometas agraciando o céu noturno em 2013. O Pan-STARRS foi acompanhado pelo Cometa Lemmon no começo desse ano quando os dois ficaram visíveis juntos no céu do Hemisfério Sul. Ainda neste ano, o Cometa ISON poderia fazer uma demonstração potencialmente deslumbrante quando fizer sua maior aproximação do Sol no final de novembro.