MAL AMADA
(João Ricardo)

QUANDO EU CHAMO VOCÊ
VOCÊ NÃO SABE DO QUÊ
PORQUE NÃO É NADA
QUE POSSA SER SÓ CHAMADA
PELO NOME QUE ALGUÉM
UMA VEZ SE LEMBROU BEM
AO SABER QUE VOCÊ
NÃO ERA DE NINGUÉM
E TAMBÉM NÃO É POUCO
ESSE AMOR TÃO LOUCO
QUE VOCÊ SENTIU
NO DIA QUE SE VIU
EM APUROS DE AMOR
TÃO BANAIS COMO A DOR
QUE VOCÊ PASSOU
NO OLHAR QUE ME DEIXOU
QUANDO AMEI VOCÊ
VOCÊ NÃO SOUBE PORQUÊ
PORQUE NÃO FOI NADA
QUE FOSSE SÓ BEM AMADA
PELO MENOS POR ALGUÉM
QUE UMA VEZ ACHOU BEM
AO SABER QUE VOCÊ
NÃO ERA DE NINGUÉM

 

VOLTA