VINT’ANOS
(João Ricardo)

VINTE E DOIS ANOS
VINTE E TRÊS ANOS
VINT’ANOS

UM SOCO NA CARA
UM BURRO DE CARGA
VINT’ANOS

DEIXA DISSO QU’EU ME LEMBRE AGORA
DEIXA AGORA SE PRECISAM DISSO
SENTI CULPA QUE NÃO SINTO MAIS
SINTO TANTO QUE TIVESSE CULPA

VINTE E SEIS ANOS
VINTE E SET’ANOS
VINT’ANOS

UM SONHO DOURADO
DOURADO DE TOLO
VINT’ANOS

DEIXA SEMPRE QUE ME TENHAM FULO
DEIXA O LOUCO ETERNAMENTE
SINTO O AR ENTRAR PELO NARIZ
SINTO MUITO PELO QU’EU FIZ, MAS FIZ