FIOS DE TEMPO
(João Ricardo)

IRA DAQUELAS
QUE EU SINTO
NUM DIA DE CÃO

MILHÕES DE COISAS
E COISA NENHUMA
NA MÃO

A CADA MINUTO UM PASSO
CURTO UM LARGO SORRISO
AMARGO OU DE PALHAÇO

FINJO QUE SEI
QUE NÃO SEI
O QUE SEI PRA VIVER

ETERNAMENTE
UM MOMENTO FUGAZ
ALIÁS