SANGUE LATINO
(João Ricardo-Paulinho Mendonça)

JUREI MENTIRAS
E SIGO SOZINHO
ASSUMO OS PECADOS
OS VENTOS DO NORTE
NÃO MOVEM MOINHOS
E O QUE ME RESTA
É SÓ UM GEMIDO


MINHA VIDA MEUS MORTOS
MEUS CAMINHOS TORTOS
MEU SANGUE LATINO
MINH’ALMA CATIVA


ROMPI TRATADOS
TRAÍ OS RITOS
QUEBREI A LANÇA
LANCEI NO ESPAÇO
UM GRITO, UM DESABAFO
E O QUE ME IMPORTA
É NÃO ESTAR VENCIDO