ANGUSTIA
(João Ricardo-João Apolinário)

AGONIZO SE TENTO
RETOMAR A ORIGEM DAS COISAS
SINTO-ME DENTRO DELAS E FUJO
SALTO PARA O MEIO DA VIDA
COMO UMA NAVALHA NO AR
QUE SE ESPETA NO CHÃO


NÃO POSSO FICAR COLADO
A NATUREZA COMO UMA ESTAMPA
E REPRESENTÁ-LA NO DESENHO
QUE DELA FAÇO
NÃO POSSO
EM MIM NADA ESTÁ COMO É
TUDO É UM TREMENDO ESFORÇO DE SER