DELIRIO
(Gerson Conrad-Paulinho Mendonça)

NÃO VOU BUSCAR
A ESPERANÇA
NA LINHA DO HORIZONTE
NEM SACIAR
A SEDE DO FUTURO
DA FONTE DO PASSADO
NADA ESPERO
E TUDO QUERO
SOU QUEM TOCA
SOU QUEM DANÇA
QUEM NA ORQUESTRA
DESAFINO
QUEM DELIRA
SEM TER FEBRE
SOU O PAR
EO PARCEIRO
DAS VERDADES
`A DESCONFIANÇA