O HIEROFANTE
(João Ricardo-Oswald de Andrade)

NÃO HÁ POSSIBILIDADE DE VIVER
COM ESSA GENTE
NEM COM NENHUMA GENTE
A DESCONFIANÇA TE CERCARÁ COMO UM ESCUDO
PINTE O ESCARAVELHO DE VERMELHO
E TINJA OS RUMOS DA MADRUGADA
VIRÃO DE LONGE AS MULTIDÕES SUSPIROSAS
ESCUTAR O BEZERRO PLANGENTE