Fosca, ópera de Antônio Carlos Gomes

+ Óperas

Fosca

Melodrama em 4 atos. Libreto de Antônio Ghislanzoni, com base no romance La festa della Maria de luigi Capranica. Estréia: 16 de fevereiro de 1873, Teatro Alla Scala, Milão. Dedicada a seu irmão, José Pedro de Sant'Anna Gomes. Considerado por Carlos Gomes sua obra-prima, durante 6 anos trabalhou sua revisão, sendo refeita 2 vezes. Apesar da grande qualidade do trabalho, foi acusado de wagnerianismo o que, na Itália da época, não era uma crítica positiva.

A ação acontece no litoral da Ístria e na Veneza de 944. Piratas da Ístria preparam-se para raptar um grupo de noivas que se casaria no mesmo dia, para pedir um grande resgate em ouro. Fosca, a irmã de Gajolo, chefe dos piratas, está apaixonada pelo capitão veneziano Paolo, que é mantido como prisioneiro em Ístria, e pede ao irmão que solte Paolo, mas este lhe confessa o amor por Delia, jovem veneziana. Cambro, homem de confiança de Gajolo, é apaixonado por Fosca e, ao vê-la chorar, promete trazer Delia como prisioneira. Mas em troca por tal vingança, ela deve amá-lo. Fosca desolada aceita o trato de Cambro.

WebDesignSobe ↑