Publicidade

 
Ópera
O Guarani
 

  Sinopse

Carlos Gomes

- Biografia
Veja Fotos/See Photos
Projeto Carlos Gomes

Títulos:
- Colombo
- O Condor
- O Escravo
- Fosca
- O Guarani
- Joana de Flandres
- Maria Tudor
- A Noite do Castelo
- Salvador Rosa
 

Sinopse
Sofia, 1996
Fotos/Photos
Manaus, 2000
Fotos/Photos
Lisboa, 2000
Fotos/Photos
Belo Horizonte, 2002
Fotos/Photos

"O Guarani" trata de amor, massacre de índios
e colonização brasileira.

"O Guarani" é a terceira ópera de Antônio Carlos Gomes - a primeira escrita em solo europeu - e a que o projetou internacionalmente. A ópera é dividida em quatro atos. Com libreto de Antônio Scalvini, concluído por Carlo D'Ormeville, "O Guarani" estreou em 19 de março de 1870 de forma triunfal no Scala de Milão. No Brasil, estreou no mesmo ano. Foi ouvida 32 vezes no Scala e depois seguiu para Florença, Gênova, Ferrara, Londres, Vicenza, Treviso, Turim, Palermo, Catânia, Reggio Emilia, Lugo, Buenos Aires, Varsóvia, Rio de Janeiro, Montevidéu, Paris, São Petersburgo e Moscou, totalizando 231 apresentações em 8 anos.

Inspirada no romance homônimo de José de Alencar, "O Guarani" transcorre no Brasil de 1560, no litoral do Rio de Janeiro, onde os índios aimorés e guaranis estão em guerra. Cecília (Cecília), filha de Dom Antônio de Mariz, velho fidalgo português e chefe dos caçadores de uma colônia lusitana, está comprometida a casar-se com Dom Álvaro, um aventureiro português, que por sua vez, está prometido a uma índia aimoré. Mas Cecília apaixona-se pelo índio Peri, líder da tribo guarani, que por corresponder ao amor da menina, resolve apoiar os caçadores em sua luta contra os aimorés. Gonzales, outro aventureiro português, hóspede de Dom Antônio, planeja trair os companheiros, sequestrando Cecília, mas Peri descobre o plano e impede a tentativa. Pouco depois, Peri é aprisionado pelos guerreiros.

Ciente do amor entre Peri e Cecília, o cacique resolve sacrificá-los. Com a repentina chegado do velho Dom Antônio e seus companheiros, tudo se acalma, mas uma nova traição de Gonzales faz com que Dom Antônio e Cecília sejam encarcerados em seu próprio castelo. Peri vai em busca da amada, pois sabe que D. Antônio pretende matar-se e levá-la consigo. Peri implora para salvar Cecília e o pai dela, emocionado com o amor entre os dois, batiza Peri, tornando-o cristão. Cecília e Peri fogem e, ao longe, vêem a explosão do castelo com D. Antônio, que sacrificou a vida para salvar a da filha, ao lado dos inimigos.

Sob o ponto de vista romântico, portanto, "O Guarani" narra uma história de amor, em que Cecília desperta paixão, simultaneamente, em quatro homens: Gonzales, Dom Álvaro, o Cacique Aimoré e Peri. Para os dois quase adolescentes - Cecília tem 16 anos e Peri, 18 -, é a descoberta do amor de forma pura, que começa com a amizade e se desenvolve de forma arrebatadora, transpondo as diferenças étnicas e culturais do casal.
Mas "O Guarani", contudo, permite outros tipos de leitura. A ópera também retrata a história verídica da dizimação dos índios Aimorés. Igualmente, mostra o interesse econômico de Espanha na colônia portuguesa na figura do aventureiro Gonzales - embora deseje Cecília, ele tem como principal objetivo dominar a todos para poder explorar uma mina de prata cuja existência e localização são mantidas em segredo.

Além disso, a ópera evidencia a vida difícil dos primeiros colonizadores portugueses em terras brasileiras e relata, através da personagem Cecília, o vertiginoso processo de amadurecimento que os jovens estrangeiros eram obrigados a enfrentar. Cecília, que no primeiro ato mostra-se uma adolescente frágil, amadurece durante o espetáculo. Convivendo com perdas, medos, insegurança, transforma-se numa mulher forte, capaz de tomar decisões difíceis e disposta a enfrentar qualquer dificuldade. Seu desenvolvimento é proposto claramente pelo compositor também no amadurecimento musical das peças cantadas pela personagem.
Ao final do quarto ato todos os personagens morrem, restando vivos apenas Cecília e Peri. Este final carrega todos os elementos simbólicos da formação da Nação Brasileira.

Home