Mostra de Dramaturgia Contemporânea 2002

Estes são os atores da
Mostra de Dramaturgia Contemporânea

 

Renato Borghi

O ator e diretor Renato Borghi tem 43 anos de carreira. Depois de atuar no Teatro Brasileiro de Comédia, criou, junto com Zé Celso Martinez Corrêa, o Teatro Oficina, nos anos 60. A parceria durou 13 anos e rendeu clássicos como "O Rei da Vela", de Oswald de Andrade, e "Galileu Galilei", de Bertold Brecht. Em 72, desligou-se do Oficina e fundou, com Estér Góes, sua própria companhia: O Teatro Vivo de São Paulo. Em 95, funda o Teatro
Promíscuo, com Élcio Nogueira. Seus últimos trabalhos como ator foram "Tio Vânia" e "O Jardim das Cerejeiras", ambos de Tchekhov.


Élcio Nogueira

O ator e diretor Élcio Nogueira já trabalhou com os maiores diretores do teatro brasileiro moderno: José Celso Martinez Corrêa e Antunes Filho. Fundou, na década de 90, o Teatro Promíscuo, com o ator Renato Borghi, dirigiu e atuou em grandes montagens do teatro nacional. Desde 93 é professor de interpretação, ao lado de Borghi, ministrando inúmeros workshops. Seu último trabalho como diretor foi "Jardim das Cerejeiras", de Tchekhov
e que reuniu no elenco nomes como Tônia Carrero, Beth Goulart, Dirce Migiaccio e Renato Borghi, entre outros. Já como ator, seu último trabalho foi "Barrela", de Plínio Marcos, sob direção de Sérgio Ferrara.


Luah Guimarãez

A atriz Luah Guimarãez é formada em Artes Cênicas pela Universidade de Campinas. Participou do Fall Studio Session, ministrado pela companhia norte-americana Saratoga International Theater Institute - STI. Seus mais recentes trabalhos em teatro foram "'A Margem da Vida", de Tennessee Williams, direção de Beth Lopes e "Esperando Godot", de Samuel Beckett, dirigido por Cristiane Paoli-Quito. Foi indicada para inúmeros
prêmios, já participou do longa-metragem "Lara", de Ana Maria Magalhães, em fase de finalização e dos curtas "Réquiem", de Moira Toledo e "A Primeira Vida", de Flábio Dezorzi.


Débora Duboc

A atriz Débora Duboc é uma das atrizes mais premiadas da sua geração. Atuou em "Píramo e Tisbe", direção de Vladimir Capella, "As Três Irmãs", dirigido por Enrique Diaz e várias montagens dirigidas por Márcio Aurélio, sendo a última em 2000, "O Espírito da Terra". No cinema participou de "Através da Janela", de Tata Amaral, "Memórias Póstumas", de André Klotzel e "Latitude Zero", de Toni Venturi, que estreou em março de 2002 e
recebeu os prêmios de Melhor Atriz nos Festivais Internacionais de Miami e Kiev.

Realização: Sesi - Serviço Social da Indústria

Produção: São Paulo ImagemData e Cooperativa Paulista de Teatro - Núcleo Teatro Promíscuo

Apoio: Folha de São Paulo; UOL; Ministério da Cultura - Secretaria da Música e Artes Cênicas; Lei de Incentivo à Cultura; Funarte; Governo do Estado de São Paulo - Secretaria de Cultura - Oficinas Culturais.

WebDesignSobe ↑