Federer e Nadal dominam lista de recordes e conquistas da ATP
16/12/2009 às 17h04

Londres (GBR) - Em lista divulgada pela ATP em seu site com as dez maiores conquistas e recordes da última década, o suíço Roger Federer e o espanhol Rafael Nadal aparecem com grande destaque. Dos dez itens listados pela entidade, a dupla aparece em oitos, sendo quatro para cada um.

Assim como no ranking, Federer encabeça a lista e é o responsável pelos dois primeiros tópicos, que destaca o domínio do suíço em Grand Slam. Com 15 conquistas, seis em Wimbledon, cinco no US Open, três no Aberto da Austrália e uma em Roland Garros, ele é o tenista que mais títulos venceu nos quatro principais torneios do tênis mundial. Em 2009, ele tornou-se apenas o sexto homem a completar o Grand Slam e o único a chegar a todas as quatro finais no mesmo ano.

Federer também é único jogador na história a conquistar cinco títulos consecutivos em dois torneios do Grand Slam, em Wimbledon, de 2003 a 2007, e no US Open, de 2004 a 2008. Ele também somou 22 semifinais consecutivas de Grand Slam, mais do dobro da segunda melhor marca da era open, que pertence a Ivan Lendl com 10 semifinais consecutivas.

Além do desempenho em Grand Slam, Federer também foi lembrado por seu tempo como número 1 do mundo. Ele bateu o recorde de semanas consecutivas na liderança, com 237, e agora já soma 263 semanas na ponta do ranking, apenas 23 semanas atrás do recorde de Pete Sampras. Outras marcas do suíço que também foram lembradas são as 24 vitórias consecutivas em finais entre 2003 e 2005, e as 173 vitórias e apenas 9 derrotas nos anos de 2005 e 2006, período em que conquistou 23 títulos, sendo cinco Grand Slam.

O principal feito de Nadal, que aparece em terceiro na lista, é a sequência de quatro títulos em Roland Garros. Outros feitos do espanhol também foram elencados, como suas 31 vitórias consecutivas no saibro francês. Ele só foi sofrer sua primeira derrota neste ano, quando foi surpreendido pelo sueco Robin Soderling nas oitavas-de-final do torneio. Em 2008, o tenista de Mallorca foi o primeiro jogador desde Bjorn Borg a vencer Roland Garros e Wimbledon no mesmo ano. De quebra, Nadal aproveitou o bom momento na temporada para faturar o ouro olímpico.

As 81 vitórias consecutivas no saibro, entre 2005 e 2007, não foram esquecidas. Junto com elas, a lista colocou a impressionante marca de Nadal na terra batida de 181 vitórias e apenas 16 derrotas. Fechando a lista de feitos, bem como a da ATP, o atual número 2 do mundo antes mesmo de completar 23 anos, em junho, já somava 15 títulos de torneios Masters 1000 e está apenas dois atrás do recordista Andre Agassi, que só atingiu os 17 quanto já tinha 34 anos.

Agassi e o australiano Lleyton Hewitt também apareceram na lista. O norte-americano foi lembrado por, aos 33 anos de idade, ter se tornado o jogador mais velho na liderança do ranking da ATP, em 2003. Sua longevidade foi premiada com 16 títulos na década, incluindo três Aberto da Austrália, com a idade de 29, 30 e 32, e seu 17º título de Masters 1000, vencido em Cincinnati. Já Hewitt foi o único além de Federer a conquistar dois Masters na ATP em sequência, o primeiro em 2001, quando também ganhou o US Open, e o segundo em 2002, ano em que foi campeão em Wimbledon.

Gustavo Kuerten também foi mencionado por ter se tornado o primeiro brasileiro a ser coroado de um Masters, em 2000, disputado na cidade de Lisboa. Guga fez o que nenhum outro jogador havia feito anteriormente, venceu Agassi e Sampras respectivamente nas quartas-de-final e na final, para faturar o título terminar o ano como número 1 do mundo.
Fonte normalFonte média