Fonte média Fonte normal

Desapontado, Federer não acredita ter feito uma partida ruim
01/06/2010 às 18h28

Derrota pode tirar Federer do topo do ranking
Paris (França) - Mesmo tendo perdido nas quartas-de-final em Roland Garros para o sueco Robin Soderling, o atual campeão Roger Federer não acha que fez uma partida ruim. Depois de faturar o primeiro set, o suíço permitiu a virada do rival, que acabou levando a melhor em quatro sets, com parciais de 3/6, 6/3, 7/5 e 6/4, encerrando uma série de 12 derrotas consecutivas para o número 1 do mundo.

"Estou desapontado, mas só até um certo ponto. Não creio que tenha jogado mal, o que facilita assimilar a derrota", declarou o tenista da Basileia, que além de ter encerrada sua sequência de vitórias sobre o sueco quebrada também viu cair por terra seu recorde de 23 semifinais de Grand Slam seguidas. "Eu gostaria que (a sequência de semifinais) continuasse, mas uma hora ela iria acabar. Você espera que esse momento nunca chegue, só que tem um momento em que ele chega", pontuou Federer.

Ele ainda brincou com o fim desta série de semifinais em Grand Slams. "Agora, eu tenho uma sequência de quartas-de-final", ironizou o suíço, que não parava antes das semifinais desde Roland Garros 2004, quando perdeu na terceira fase para o catarinense Gustavo Kuerten. Com a derrota, Federer corre o risco de perder o número 1 do mundo para o espanhol Rafael Nadal, que precisa faturar o título em paris para voltar ao topo do ranking.

Federer se mostrou mais incomodado com a derrota propriamente dita do que com a possibilidade de deixar a liderança do ranking. "Para mim o mais importante é a derrota e não suas conseqüências. Minha maior decepção é não poder defender meu título aqui. Eu realmente achei que meu tênis estava bom o suficiente para vencer aqui de novo", encerrou o número 1 do mundo.
Twitter
Fonte médiaFonte normal