Obama condecora Billie Jean King com a Medalha da Liberdade
12/08/2009 às 21h20

Washington (EUA) - Fundadora da Associação Feminina de Tenistas (WTA) e defensora da igualdade entre homens e mulheres, a lendária Billie Jean King foi condecorada com a mais alta honraria que um civil pode receber nos Estados Unidos: a Medalha da Liberdade. O próprio presidente Barack Obama fez a entrega da condecoração em cerimônia realizada nesta quarta-feira na Casa Branca.

A Medalha da Liberdade é concedida a pessoas que deram uma contribuição de peso à segurança ou interesse nacional, à paz mundial, cultura ou outras contribuições significantes nas áreas pública ou privada. Os homenageados deste ano foram escolhidos por seu trabalho como agentes de mudança no campo dos esportes, artes, ciências, medicina, política e políticas públicas.

Billie Jean King chamou atenção para sua causa na famosa Batalha dos Sexos, realizada em 1973, na cidade de Houston, quando derrotou o desafiante Bobby Riggs. Um ano após o estabelecimento da WTA, em 1973, ela criou a Women's Sports Foundation para promover oportunidades à participação das mulheres nos esportes. No início dos anos1980, Billie Jean tornou-se a primeira mulher comissária ao co-fundar a liga conhecida como World Team Tennis (WTT), realizada no verão. Em 1998, a Fundação Billie Jean King foi concretizada, apoiando projetos nas áreas da saúde, educação e esportes. Alum disso, ela continua a colaborar ativamente como membro do conselho da Fundação Elton John contra a Aids.

King encerrou a carreira profissional em 1983, com 67 títulos de simples no circuito profissional, entre eles 12 de Grand Slam, e 101 títulos de duplas, isso sem contar os títulos conquistados antes da era profissional, em 1968. Por cinco vezes, a americana terminou o ano como número 1 do mundo e permaneceu entre as 10 melhores do mundo por 17 anos, a partir de 1960.

Referindo-se às obras de Billie Jean King, o presidente Obama afirmou: "Ela ajudou a garantir que toda mulher, inclusive minhas próprias filhas, tivessem não apenas nos esportes, mas na vida."
Fonte normalFonte média