Edição 150 - Maio/2008
  Arquivo NX  
Os melhores momentos dessa banda incrível pra você curtir de montão
Não tem jeito: nove entre dez leitoras de todateen a-do-ram o NX Zero. Eles já foram capa duas vezes por aqui, estão sempre nos superposters, o Di foi nosso colunista, enfim... Os caras já são de casa faz tempo. E, daqui a pouquinho, estão lançando CD novo. Então, pra matar a fome de NX de vocês, leitoras, a gente resolveu fazer um especial: além do superposter autografado, trouxemos uma linha do tempo da carreira dos meninos. E, como o sucesso dos caras não vai parar por aqui, tem também uma entrevista sobre as novidades que estão chegando. Eba!

Do independente à independência

2001
Na primeira formação do NX, só o Dani fazia parte. A banda começou nos tempos do colégio. Com o tempo, foram entrando os integrantes atuais.

2003
Ano de gravação da primeira demo dos meninos. O Di entrou uma ou duas semanas antes de gravar, como ele próprio diz no DVD 62 Mil Horas Até Aqui. Ele só conhecia o Gee na época.

2004
Já com o Di como vocalista, a banda continuou a ganhar uma legião de fãs no circuito independente: eles tocavam nos mesmos lugares que bandas como Hateen e CPM 22, e foram ganhando experiência.

2006
A galera começa a descobrir o NX e o clipe de Além de Mim, supercaseiro, bomba na MTV. Daí foi um pulinho pra um empresário importante descobrir a banda e oferecer contrato com uma grande gravadora.

2007
Ano de consagração do NX. Eles ganham o prêmio Multishow de Música Brasileira; participam do MTV Estúdio Coca-Cola com Armandinho e são os grandes ganhadores do Video Music Brasil, entre outros grandes prêmios;

2007
Eles participam do DVD MTV Ao Vivo 5 Bandas de Rock. No finalzinho de 2007 o Di grava All Good Things com Nelly Furtado. Ainda neste ano, os meninos visitam a redação da todateen.

2008
O ano começou quente para os meninos. Em março eles lançaram o DVD 62 Mil Horas Até Aqui e, logo, logo, sai do forno o próximo CD. “A gente vai provar que veio pra ficar”, disse o Di sobre o novo álbum.
 
Tá pintando!
Durante as gravações do novo CD, os meninos ficaram superfocados no estúdio e, nesses dias, era praticamente impossível conversar com eles, mas a gente conseguiu bater um papo rapidíssimo com o Di no show de lançamento do DVD 62 Mil Horas Até Aqui. Olha só:
tt: Vocês já têm um bom tempo de carreira, mas tem gente que não sabe disso e até pensa que o NX é uma dessas bandas montadas... Agora, com o DVD, vocês vão poder mostrar que não é nada disso...
Di
: “Exatamente! É legal eles ouvirem da nossa boca a nossa história. Porque nos programas de tevê, por exemplo, não dá para ficar falando essas coisas detalhadamente. Sempre se resume tudo, né? Então, pensamos: ‘precisamos de um material que mostre para a galera que conheceu a banda agora de onde a gente veio, o que já passamos, mostrar uns vídeos antigos, coisas de bastidores, etc’. E acho que é também um presente para os fãs mais antigos. Tem um monte de carta de fã que a gente fotografou e colocou no encarte do DVD...”

tt: E a produção gráfica é do Gee, certo?
Di: “É! O Gee que fez as capas, as fotos... Ele manda muito bem. Sempre fez as camisetas do NX, as artes do flyers, teve várias fotos que ele colocou um tripé, nos arrumamos e fotografamos.”

tt: Tem um vídeo seu, que tá até no YouTube, muito engraçado, era você pequenininho cantando pra uma multidão. Você sempre cantava nesses eventos?
Di: “É. Era um evento que acontecia umas três vezes por mês, em vários lugares, cada hora numa capital.”


tt: E muito grande, né? Num estádio!
Di
: “É, tinha 30 mil pessoas. E aquele dia do vídeo deu problema no som e eu tive que fazer tudo à capela* (risos), eu tinha sete anos.”

tt: E o novo CD, tem como adiantar alguma coisa pra todateen?
Di
: “A gente estava se pressionando para lembrar de outras bandas, tipo o segundo CD tem que ser melhor do que o primeiro. Tinha essa pressão nossa no começo, mas depois a gente fez as músicas e tudo ficou tão bom que agora estou dormindo tranqüilo (risos).”

tt: Vocês fizeram as músicas todas especificamente para este disco?
Di: “É, todas para este CD.”

tt: Tem uma previsão de quando vai ser lançado?
Di: “Agora no meio do ano deve chegar às lojas.”

*Sem acompanhamento instrumental, ou seja, só no gogó mesmo.

 
Texto: Liliane de Lucena
Entrevista: Lilian Rambaldi

Fotos: Samir Baptista/Wander Roberto/Caetano Barreira/ Argosfoto/Divulgação





 
 


Shopping
Buscar Produtos:   
 Bolsa do Gato Félix Em 3x de R$ 16.63
Shop 13
 Celular A partir de R$44,00
Compare Preços
 TV A partir de R$279,00
Compare Preços
 Câmera Digital A partir de R$59,90
Compare Preços
Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2005, Editora Alto Astral