Domingo

20-08-2000

Home

Opinião

Cidades

Brasil-Internacional

TodoEsportes

Polícia

Caderno Z

Última Hora

 

................................

Fale Conosco

Tira Dúvidas

A Empresa

Edições Anteriores

.
.
 

Eleições 2000

 

Manchetes

Metade dos eleitores não definiu voto

 

Agenda dos Candidatos

Macris faz críticas a Sardelli

 

CALENDÁRIO DAS ELEIÇÕES 2000
Cristina nega insinuações   Desilusão marca os moradores
Rede de esgoto da Praia Azul fica na promessa   Adversários prometem conclusão
Linha de Fogo    

Metade dos eleitores não definiu voto

Segunda pesquisa TodoDia/De Salvi Consultores revela indecisão na escolha dos postulantes a vereador

  Quase metade dos eleitores da Região, que engloba Americana, Santa Bárbara d’Oeste, Nova Odessa, Sumaré, Hortolândia e Paulínia, não sabe em qual candidato a vereador votar no dia 1º de outubro. A constatação é da segunda pesquisa espontânea encomendada pelo TodoDia à De Salvi Consultores Associados, realizada de 29 de julho a 3 de agosto deste ano.
  Dos 2.355 entrevistados, 49,5% deles informaram que ainda estão indecisos na escolha dos postulantes a uma cadeira na Câmara de Vereadores. O índice corresponde à média obtida através da somatória de dados obtidos nos seis municípios, cujo resultado foi dividido pela quantidade de cidades pesquisadas.
  O número de indecisos permanece, praticamente, inalterado em relação à primeira amostragem, divulgada há cerca de quatro meses. No primeiro levantamento, esse indicador chegou aos 50,35%. A pesquisa tem margem de erro de 5% para cima ou para baixo, com intervalo de confiança de 95%.
  Apesar de não ser um dado técnico, já que para isso era necessário identificar as pessoas que participaram da primeira pesquisa e descobrir o motivo da indecisão delas nesse segundo levantamento, a De Salvi atribuiu essa estagnação à demora na realização das campanhas nas ruas das seis cidades. Apesar de estar liberada desde o dia 6 de julho, ela só começou a se intensificar no final do mês passado.
  Devido ao grande número de eleitores indecisos e de candidatos a vereador - que na Região representa a um “exército” de caça ao voto composto por quase 1,4 mil “soldados partidários” -, bem como às três variações de nome para cada um deles, previstas pela legislação eleitoral, o ranking dos candidatos a vereador mais votados ficou prejudicado. Devido à pulverização de intenções de voto, o TodoDia optou em não publicar o resultado da intenção de voto espontâneo nas seis cidades.
  Em Americana, 54,3% dos 400 entrevistados afirmaram que não sabem em qual candidato a vereador votar. Na primeira amostragem, o indicador foi de 57%. A tendência, segundo a De Salvi, é que esse indicador tenha aumentado com o início da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão, que começou em 15 de agosto deste ano.
  Para os técnicos da De Salvi, durante as primeiras duas semanas da estréia da veiculação do horário eleitoral, o eleitor tende a fazer uma reflexão das propostas e até mudar de opção. Com a proximidade do pleito, a tendência é que o índice sofra um recuo significativo.
  No município de Santa Bárbara d’Oeste, o número de indecisos passou de 53%, na primeira pesquisa, para 56,3%, nessa segunda. Em Nova Odessa, o índice sofreu uma inexpressiva redução, de 44,9% para 43,6%. Já em Sumaré, a queda foi significativa, de 57,8% para 48%.
  Em Paulínia, o efeito foi contrário. O indicador passou de 41,3% para 42,1%. Já em Hortolândia, o aumento do número de eleitores indecisos saltou de 48,1% para 52,7%. O índice de votos brancos e nulos está estagnado nos 2,3%.

(voltar)


Macris faz críticas a Sardelli

  O presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo, deputado Vanderlei Macris (PSDB), criticou o programa eleitoral do candidato a prefeito de Americana, Francisco Sardelli (PFL), durante sua participação no programa de ontem dos candidatos a vereador pelo PSDB. Macris mencionou as críticas feitas no programa de Sardelli em relação à idade do prefeito Waldemar Tebaldi (PDT) e criticou a postura do candidato.
  “Ontem (sexta-feira), no programa eleitoral do candidato Chico Sardelli, foram feitas algumas colocações em que ficou clara a intenção de atacar o atual prefeito de Americana com relação a sua idade. Depois de tudo o que passei (ao se referir as acusações infundadas apresentadas pela Rede Globo), queria chamar a atenção para este fato e dizer o seguinte: quem quer ser prefeito tem de se dar ao respeito”, aconselhou Macris.

SARDELLI
  Ao ser procurado pelo TodoDia, Sardelli disse que Macris mentiu. “Não concordo com um novo mandato do Tebaldi, mas o respeito e tenho muito apreço por ele”, comentou. No programa de sexta-feira, as únicas referências a Tebaldi foram ironias e contestações sobre o discurso de Tebaldi ao comparar Americana a Londres. Sardelli também afirmou que o novo prefeito precisa sair do Gabinete em busca de soluções para o município. Ele apresentou depoimentos de eleitores apontando uma pessoa jovem e dinâmica para a futura administração.

(voltar)


Cristina nega insinuações

  A candidata a prefeita de Sumaré, Cristina Carrara (PTB), negou ontem que estaria evitando usar o sobrenome do seu marido, o ex-prefeito Paulino Carrara (PTB), no material publicitário da sua campanha. Há várias semanas, adversários políticos da candidata estão afirmando que a prefeiturável estaria excluindo o “Carrara” do seu discurso e das propagandas com medo da impopularidade. A declaração foi dada ontem durante a inauguração do terceiro comitê de Cristina, que fica no Centro de Sumaré.
  “Não é verdade. Eu uso a minha marca, que é Cristina, assim como a do Dirceu Dalben é Dalben e a do Carlos Hespanhol é Hespanhol. Tenho orgulho de ser esposa do ex-prefeito. Meus adversários estão procurando o que falar”, rebateu Cristina, que já foi provocada até na Câmara de Vereadores por simpatizantes do prefeito e candidato à reeleição, Dirceu Dalben (PPS).
  Paulino Carrara, que governou Sumaré de 1989 a 1992, responde processo no Ministério Público por causa de um contrato supostamente irregular firmado entre a prefeitura e a empresa Servaz - Saneamento Construção e dragagem.
  O acordo previa a execução de obras de saneamento em Hortolândia, que na época pertencia à Sumaré. O valor do contrato era de R$ 25 milhões. Há suspeitas de irregularidades no processo licitatório e de que as obras não teriam sido executadas. Carrara é acusado de corrupção passiva. Ele sempre negou as acusações.
  Uma carreata pela região central de Sumaré marcou inauguração do terceiro comitê de Cristina. Após a carreata, ela voltou para o escritório político, que fica na Avenida Sete de Setembro, para discursar para os militantes que acompanhavam o evento.
  Ao todo estão sendo instalados cinco escritórios políticos pela cidade (Nova Veneza, Jardim Maria Antonia, Centro, Área Cura e Matão). Hoje, a prefeiturável inaugura o comitê no Jardim Bom Retiro. No próximo domingo, será lançado o do Bairro Matão.
  Segundo Cristina, a descentralização dos comitês já é uma prévia de como ela pretende governar. A prefeiturável, se eleita, quer descentralizar todos os serviços da prefeitura e criar cinco centros administrativos na cidade. Os recursos municipais seriam distribuídos de acordo com a necessidade de cada uma das regiões.

(voltar)


CALENDÁRIO DAS ELEIÇÕES 2000

SETEMBRO

1 º - Fim do prazo para a divulgação pelos TREs do modelo das cédula de votação.
16 - A partir desta data nenhum candidato poderá ser detido ou preso, salvo no caso de flagrante delito.
26 - Até 48 horas depois da eleição, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, salvo em flagrante delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou, ainda, por desrespeito a salvo-conduto.
28 - Fim da propaganda eleitoral gratuita no radio e na TV.
* Último dia para a realização de propaganda política por meio de comícios e reuniões públicas.

OUTUBRO

1 º - Primeiro turno das eleições das 8h às 17h
6 - Último dia do prazo para conclusão dos trabalhos de apuração pelas juntas eleitorais.
14 - Nenhum candidato que participará do segundo turno de votação poderá ser detido ou preso, salvo no caso de flagrante delito.
* Fim do prazo para a Justiça Eleitoral divulgar o resultado da eleição para prefeito e a vice e proclamarem os eleitos, se obtida a maioria absoluta de votos, nos municípios com mais de 200 mil eleitores, ou os dois candidatos mais votados. Nesta hipótese, serão estes candidatos imediatamente convocados para o sorteio da ordem de colocação dos nomes na cédula.
15 - Último dia para a Justiça Eleitoral divulgar o modelo de cédula com os nomes dos candidatos majoritários, na ordem já definida.
16 - Último dia para o início do período de propaganda gratuita no rádio e TV relativo ao segundo turno.
24 - Até 48 horas depois da eleição, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, salvo em flagrante delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou, ainda, por desrespeito a salvo-conduto.
26 - Último dia do prazo para a propaganda política mediante comícios e reuniões públicas.
27 - Último dia do prazo para transmissão da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV.
29 - Segundo turno das eleições, das 8h às 17h
31 - Último dia do prazo para os mesários que faltaram à votação de 1º de outubro apresentarem justificativas aos juízes eleitorais.
* Entrega das prestações de contas dos candidatos que participaram do segundo turno.

NOVEMBRO

8 - Último dia do prazo para o encerramento dos trabalhos de apuração pelas juntas eleitorais.
28 - Entrega das prestações de contas dos candidatos que participaram do segundo turno.
* Mesários que faltaram no segundo turno devem apresentar justificativas à Justiça Eleitoral.
30 - Último prazo para os eleitores que deixaram de votar nas eleições de 1º  de outubro apresentar justificativa aos juizes eleitorais.

 DEZEMBRO

5 - Último dia do prazo para os juizes eleitorais divulgarem o resultado da eleição proporcional para vereador e proclamarem os candidatos eleitos.
28 - Fim do prazo para os eleitores que deixaram de votar nas eleições de 29 de outubro apresentarem justificativas.

(voltar)


Agenda dos Candidatos

AMERICANA

Chico Sardelli (PFL)
8h30 - Visita ao Profilurb
10h - Carreata
11h30 - Reunião com moradores do bairro Colina
12h30 - Encontro com moradores da Cidade Jardim
15h30 - Visita ao Jardim dos Lírios
16h30 - Encontro com moradores do São Roque

João Jorge (PSDB)
11h - Visita no Sobrado Velho
16h - Comício no Parque Gramado (Rua Natalício Estevam)
19h - Culto Evangélico

Waldemar Tebaldi (PDT)
10h - Lançamento da candidatura do Gumercindo (Rua Serra da Borborema, em frente ao Supermercado Antares, no Parque da Liberdade)
11h - Lançamento da candidatura do Russo (Rua da Harmonia, 440 (Bar do Joaquim), no Jardim da Paz)
12h - Almoço no São Vicente de Paula (Vila Jones)
12h30 - Churrasco no Salão Villa São Vito com o vereador Reinaldo Estevam
16h30 - Solenidade de pré-inauguração do templo da Igreja Evangélica Presbiteriana Ebenezer (Rua Florindo Boschiero, 552, esquina com rua José Bertiê, no Parque Gramado)

HORTOLÂNDIA

Antônio Dias (PMDB)
Manhã - Corpo a corpo e panfletagem no Jardim Boa Esperança
15h - Comício no Jardim Boa Esperança (Rua 14, em frente à Creche Vinde a Mim)

Aparecido Paschoal (PPS)
11h - Visita às lideranças no Parque Ortolândia
12h - Participa de torneio de truco no Bar do Adriano, no Jardim Amanda I
15h - Reunião com lideranças do Parque Peron
16h30 - Reunião com lideranças do Parque Pinheiros
20h - Showmício no Jardim Santa Rita (Rua Tancredo Neves, em frente da Lanchonete Hot Point)
21h - Showmício no Parque do Horto, com movimento Hip Hop

SANTA BÁRBARA D’OESTE

Álvaro Corrêa (PMDB)
10h - Reunião com eleitores no Bairro Mollon com candidato a vereador Farias
12h - Reunião com eleitores no bairro Jardim das Palmeiras com candidato a vereador Luiz Domiciano
14h - Reunião com eleitores no Parque Frezarim com candidato a vereador Nonato Maia
16h - Reunião com eleitores na Vila Mollon com candidato a vereador Bigode Salgadeiro
18h - Reunião com eleitores na Banda Show com o candidato a vereador Flávio Camargo
19h30 - Visita Igreja Quadrangular Cidade Nova com candidato a vereador Aderson Palodeto
20h30 - Visita a Igreja Assembléia de Deus no bairro Planalto do Sol com candidato a vereador Carlos Fonte.
21h15 - Visita à quermesse, na Igreja Católica do Jardim Europa com o candidato a vereador Nonato Maia

José Maria de Araújo Júnior (PSDB)
Manhã - Visita à comunidade da Vila Mariana
Tarde - Visita à comunidade do Jardim Esmeralda com o candidato a vereador Cordeiro
Noite - Reunião com moradores da Vila Aparecida

Mário Heins (PDT)
9h - Visita aos moradores do bairro Vista Alegre
10h - Torneio na chácara Olhos D’Água
12h - Almoço com moradores da Vila Grego
14h - Reunião com moradoras do bairro Planalto do Sol
16h - Festa na praça do bairro Caiubi com a candidata a vereadora Zilda
19h30 - Reunião com moradores do bairro Santa Rita

SUMARÉ

Carlos Hespanhol (PPB)
12h - Eventos da Igreja Quadrangular
16h - Reunião no Jardim Angelo Tomazin

José De Nadai Filho (PMDB)
9h30 - Reunião na Vila Cia com o candidato a vereador Caldera
10h - Reunião no Bar do Joel com o candidato a vereador Jesiel (Av. Rebouças)

* Os outros candidatos não enviaram as agendas no horário determinado

Obs: as agendas estão sujeitas à alteração de última hora.

(voltar)


Rede de esgoto da Praia Azul fica na promessa

Obra continua sendo usada como trampolim político de candidatos

  As promessas de implantação da rede de tratamento de esgoto na região da Praia Azul, utilizadas como trampolim político para diversos candidatos a prefeito de Americana, podem continuar a fazer parte desta campanha. Às vésperas das eleições, a atual administração do prefeito Waldemar Tebaldi (PDT) anunciou que deverá retomar as obras nos próximos dez dias. Os serviços foram iniciados em maio do ano passado e interrompidos duas vezes, mas mesmo que a promessa seja cumprida, os moradores demonstram descrédito diante da possibilidade e garantem que as obras não influenciam mais os eleitores.
  Com o crescimento dos bairros da Praia Azul, os últimos prefeitos, como Frederico Polo Müller (PMDB), Carroll Mene-ghel (PL) e Tebaldi lançaram o desafio de trazer benefícios para a Praia Azul. Segundo o secretário de Obras e Serviços Urbanos da prefeitura, Gelson Ginetti, a tentativa de negociação para o financiamento com a Caixa Econômica Federal (CEF) levou um ano para ser concretizada. Depois disso, a prefeitura dependia da liberação para a execução da obra de tratamento de esgoto junto aos órgãos estaduais e, em seguida, a licitação da obra teve várias impugnações e exigiu a abertura de uma segunda concorrência.
  “Tudo levou muito tempo, mas o Tebaldi foi o único que iniciou todo o processo burocrático para a implantação da rede, começamos as negociações do zero”, afirma Ginetti. “É uma obra complicada, não é eleitoreira”, diz. Segundo ele, a obra poderá ser concluída em março de 2001, com um atraso de dez meses do cronograma inicial, mas ainda exigiria uma fase de testes durante um período de seis meses. Com todas as interrupções, a prefeitura conseguiu aplicar somente R$ 1 milhão dos R$ 3,5 milhões liberados pelo financiamento, o que corresponde a execução da rede seca.
  Ainda é preciso fazer a Estação de Tratamento de Esgoto, as sete estações elevatórias e a instalação para os maquinários de bombeamento para duas passagens sob as rodovias SP-304 e a Anhangüera. Mesmo sem fazer referência às eleições, Ginetti também anunciou outras obras para este ano, como a reforma de um prédio abandonado na Rua Maranhão para instalar uma sub-regional vinculada à Administração Regional do bairro Antônio Zanaga. Outra obra citada é a implantação de uma unidade do Departamento de Água e Esgoto (DAE) para atender a população local e a iluminação da orla da represa, com um investimento de R$ 30 mil.

(voltar)


Desilusão marca os moradores

  “Nosso bairro é como se fosse um quartinho dos fundos de uma casa, a gente sempre deixa a sujeira e a bagunça lá e só vai limpar quando tem um tempinho”. Esta é a definição para a Praia Azul de um dos moradores qu sempre morou no bairro, o comerciante Edson Leite, de 39 anos. A sensação de esquecimento pelas sucessivas administrações faz parte da maioria dos depoimentos coletados pelo TodoDia.
  Segundo ele, não há medidas paliativas para driblar a falta de tratamento de esgoto. “A população se acostuma com coisas boas e ruins. Esta é uma delas”, comenta Leite. “A gente não sabe o que acontece na prefeitura, mas poderia haver mais prioridade. Não adianta iniciar uma obra neste período eleitoral, ninguém mais acredita ou se influencia”, diz ele. Segundo ele, a promessa para trazer iluminação e a rede de água começou com o ex-prefeito Carroll Meneghel. “Tivemos o que foi prometido, mas depois todos os candidatos prometiam a rede de esgoto. Está tudo muito lento, mas depois de cinqüenta anos, pelo menos começaram a cumprir”, ressalta.
  A dona de casa Lourdes Nunes Pires, de 49 anos, afirmou que não acredita na possibilidade de concretização da obra da rede de tratamento de esgoto. “A Praia Azul precisa de tudo, é o único bairro esquecido de Americana, mas a falta de esgoto é uma coisa nojenta. A água escorre por todo o lado quando as fossas enchem e começam a transbordar e os moradores ainda têm de pagar se quiser a limpeza da fossa”, diz Lourdes. Ela considera que em outras circunstâncias, a obra jamais seria retomada.
  Para Leite, a situação da Praia Azul não preocupa as administrações porque está afastada da área central da cidade. “É realmente como se fosse um quartinho dos fundos, enquanto está longe, não incomoda”, ressalta. Alguns problemas mencionados pela população, como a prostituição, o vandalismo, a disseminação de bares e motéis clandestinos são concentrados em determinada área da região, o que facilitaria a ação da administração. 

(voltar)


Adversários prometem conclusão

  Apesar da disputa eleitoral, os adversários políticos do prefeito Waldemar Tebaldi (PDT) preferem se manter à margem da discussão e não levantar dúvidas acerca da obra de implantação da rede de esgoto na Praia Azul. No entanto, todos fazem questão de ressaltar que garantem a continuidade das obras no caso de novas interrupções. No caso do candidato a prefeito pela coligação “Idéias Novas”, João Jorge de Souza (PSDB), a promessa também envolve a busca para a liberação da verba para a pavimentação do bairro.
  “Já estava mais que na hora dele (Tebaldi) fazer a obra, já que a promessa fazia parte dos seus três mandatos”, ressalta João Jorge. “Nos últimos cinco mandatos os prefeitos prometeram a obra de esgoto e não cumpriram, a população está desacreditada de qualquer campanha em torno da obra”, comenta o tucano. No entanto, o candidato a prefeito pela coligação “Vida Nova para Americana”, Francisco Sardelli (PFL), defendeu o ex-prefeito Carroll Meneghel (PL), atual candidato a vice-prefeito na chapa de Sardelli.
  “Em todos os lugares que estivemos da Praia Azul fomos bem recebidos e a população fazia questão de lembrar que Carroll foi o único a se preocupar com o bairro”, diz Sardelli ao se referir a água e iluminação. “Torço para que a obra do esgoto termine, mas caso contrário, eu assumo”, afirma. O candidato a prefeito pelo PSDC, Ronaldo Moreno, deu a mesma garantia. “O que existe de bom no município do ponto de vista social foi o Tebaldi quem fez, mas na questão administrativa e política, temos as divergências”, comenta. 

(voltar)


Linha de Fogo

FAZENDO ESCOLA
  O presidente da Assembléia Legislativa, Vanderlei Macris (PSDB), está seguindo os passos do governador Mário Covas (PSDB) de 1998. O parlamentar passou a pregar o voto útil para eleger o candidato tucano a prefeito de Americana João Jorge. A estratégia é deixar claro para o eleitor que o lugar do adversário e deputado federal Francisco Sardelli (PFL) é no Congresso Nacional. Em 98, Covas bateu primeiro em Francisco Rossi, que estava a sua frente, deixando pra criticar Paulo Maluf, líder das pesquisas na época, no segundo turno. Como em Americana a eleição é em único turno, a estratégia é alcançar Sardelli para depois buscar confronto com o prefeito Waldemar Tebaldi (PDT).

CHÁ DE SUMIÇO
  Bastou conseguir no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) o direito de continuar disputando a Prefeitura de Paulínia, Edson Moura (PDMB) desapareceu de novo. Os assessores alegam sempre que ele está andando pela cidade, mas nunca sabem exatamente aonde. O candidato não é encontrado nem mesmo para rebater as críticas feitas contra ele pelos adversários. Moura deve ter um bom fígado para levar tanta pancada e não reagir.

MANDATO VIRTUAL
  Um candidato a vereador em São Paulo promete, se eleito, exercer um mandato virtual, dividindo com os internautas as decisões. Por meio de um site na Internet, o ‘‘vereador digital’’ divulgaria informações, recolheria opiniões e abriria um canal de comunicação com o eleitor, que teria um instrumento de controle do mandato. O candidato é Marcus Ianoni (PT), cujo site é www.vereadordigital.com.br. Ianoni é um professor universitário de 41 anos, filiado ao PT desde 1982, mas sem experiência política.

BANCO DA ESCOLA
  Os candidatos a vereador de Piracicaba vão participar hoje de um teste de conhecimento. A prova, promovida pelo Jornal de Piracicaba, deve ser realizada pelos 364 candidatos a vereador no campus Centro da Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep). As 34 perguntas, com respostas de múltipla escolha, que formam o teste foram elaboradas por uma comissão de professores da Esalq/USP, Unimep e Faculdade de Odontologia de Piracicaba/Unicamp.

SÓ EU
  Em 16 cidades do Interior de São Paulo não haverá disputa para a prefeitura na eleição deste ano porque apenas um candidato concorre ao cargo. A única ameaça à eleição desses candidatos é o voto em branco. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), para que o único concorrente seja considerado eleito precisa obter a maioria absoluta dos votos válidos. Se o número de votos em branco superar o do candidato, será realizada nova eleição, de acordo com o tribunal. Os candidatos únicos são de Ilha Comprida, São João de Pau D’Alho, Marapoama, Trabiju, Aparecida D’Oeste, Aspásia, Borá, Boracéia, Borebi, Estrela do Norte, Lourdes, Mendonça, Mirandópolis, Nova Canaã Paulista, Pederneiras, Santa Rita D’Oeste e São Pedro do Turvo.

SAIA JUSTA
  O uso da lista de mais de dez mil sócios do Rio Branco Esporte Clube para envio de material de campanha eleitoral irritou o presidente da instituição, Fred Pantano. A listagem está sendo usada pelo candidato a vereador e diretor de Futebol do Rio Branco S.A., Mário Antonucci (PSDB). A situação criou até uma saia justa para Pantano, que tem como vice-presidente Tomasso Sardelli, irmão do candidato a prefeito Francisco Sardelli (PFL). Em tempo: Antonucci apóia João Jorge (PSDB). “Até nisso estão me pegando no pé”, desabafou o diretor de futebol. Pantano diz que não cedeu a lista para ninguém. Antonucci justifica que tem essa lista há mais de quatro anos.

(voltar)

 

Ano IV

  Nº 1.393

Informática

Mulher

Turismo

TriboZ

Revista da TV

Veículos

Zzinho.

.

...
.

Eleições 2000

Especiais.

Classificados

Assinatura

.............................
.
 

[HOME]  [OPINIÃO]  [CIDADES]  [BRASIL/INTERNACIONAL]  [TODOESPORTES]  [POLÍCIA]  [APRESENTAÇÃO]  [CADERNO Z]  [ULTIMA HORA]    [INFORMÁTICA]  [MULHER]  [TURISMO]  [TRIBOZ]  [REVISTA DA TV]  [VEÍCULOS] [ZZINHO] [FALE CONOSCO] [TIRA DÚVIDAS] [MAPA]  [A EMPRESA] [EDIÇÕES ANTERIORES]  [ESPECIAIS]  [ELEIÇÕES 2000] [CLASSIFICADOS] [ASSINATURAS]

Copyright © 2000 [Jornal TodoDia]. Todos os direitos reservados.   

Web Master

Geraldo Dainese Filho

Última Atualização 

 20/08/2000 11:43 h.