Todo Dia
TodoDia Anuncie
Domingo, 06 de julho de 2003
Em foco

Delicada profundidade

Personagens densas marcam a trajetória de Débora Falabella

Mariana Meireles/PopTevê -Rio de Janeiro (RJ)

  Personagens densas marcam a trajetória de Débora Falabella. A atriz se sobressaiu como a drogada Mel de “O Clone”, a rebelde Cuca de “Um Anjo Caiu do Céu”, novelas de Glória Perez e Antônio Calmon, respectivamente, e no recente “Dois Perdidos Numa Noite Suja”, filme de José Joffily, em que viveu uma prostituta que se veste de homem. Na pele de Léo em “Agora É Que São Elas”, Débora curte o momento mais tranqüilo, apesar de a personagem lutar por seus ideais de forma um tanto exacerbada. “Ela começou a novela metida em briga política, mas agora está numa fase romântica. Para mim, é mais difícil segurar um papel assim do que um complexo. Não pode deixar ficar chato”, justifica.
  Mas o que Débora gosta nesse trabalho é justamente não fazer a tradicional heroína romântica. Além de já ter se metido em muita confusão, Léo agora anda em dúvida se gosta de Pedro, papel de Maurício Mattar, ou Vitório, interpretado por Paulo Vilhena. “Ela não sabe o que quer, não é perfeita. Isso é legal”, revela a atriz, que costuma não torcer pelas personagens. Por isso, garante que tanto faz com quem Léo vai terminar a novela. Mas mostra-se intrigada com a possibilidade de Juca Tigre, papel de Miguel Falabella, ser pai dela. “Se for, vai dar um drama, porque aí ela pode ser irmã do Vitório. Tem tudo para acontecer, é bem coisa de novela mesmo”, aposta.
  A forma com que Débora fala sobre a personagem mostra que a audiência inferior às expectativas da emissora - cerca de 28 pontos - não a desmotiva. “Novela a gente faz direto, não dá para levar isso tão a sério. Penso que estou comprometida com a Globo e tenho de trabalhar com dignidade”, assegura. Débora, porém, assume que, de qualquer forma, tira o prazer dos trabalhos paralelos. Agora está em cartaz em Belo Horizonte, sua cidade natal, com a peça “Noites Brancas”, adaptação do texto de Dostoiévsky produzida por ela, após quatro anos longe dos palcos.
  Com a alta carga de trabalho, Débora não tem tido muito tempo para se divertir. Mas não lamenta. Caseira, só curte programas como ir ao cinema, teatro e jantar fora, sempre na companhia do namorado, o ator Daniel de Oliveira, com quem está há dois anos e meio. Débora, que aparenta ser muito tímida, assume que evita ir a festas com presença de fotógrafos. O assédio do público também a incomoda. Mas gosta de ser abordada por pessoas que comentam sobre seu trabalho. “Acho legal quando me chamam pelo nome da personagem. Quero ser reconhecida pelos papéis que faço e não por mim. Não é a minha vida que interessa”, discursa.
  E pode-se dizer que Débora já conseguiu isso. Aos 24 anos, ela conta que não esperava esse reconhecimento em tão pouco tempo. Débora já ganhou três prêmios. O primeiro foi de melhor atriz pelo curta “Françoise”, de Rafael Conde, nos festivais de Brasília e Gramado. Com “Dois Perdidos...” levou o de melhor atriz em Brasília e um de reconhecimento a novos talentos pela HBO, em Miami. Por influência do pai, o diretor de teatro Rogério Falabella, Débora se interessou cedo pela carreira. Aos 14 anos começou a fazer teatro em Belo Horizonte, mas não pensava em ir para a televisão por achar distante da sua realidade. “Cheguei a cursar Publicidade, porque sabia que não dava para viver do teatro. Mas tranquei quando vi que não era a minha mesmo”, conta.
  Até que apareceu uma oportunidade em “Malhação”, como a introspectiva Antônia. Depois foi para a Argentina fazer “Chiquititas”. Durante esse trabalho, a direção da Globo fez contato, pedindo uma fita de vídeo. Débora voltou ao Brasil para atuar em “Um Anjo Caiu do Céu”. Depois veio “O Clone”, papel de maior destaque até agora. Sempre emendando trabalhos, Débora quer descansar depois de “Agora É Que São Elas”. Mas primeiro vai divulgar o lançamento do longa “Lisbela e o Prisioneiro”, de Guel Arraes, em que faz o papel-título, previsto para estrear em agosto. “E ainda vou viajar com a peça”, suspira, sempre muito meiga e sorridente.


Retrato Falado

Reflexivas mutações

Leornado Miggiorin garante que Rodrigo deixou de ser um rebelde sem causa em “Mulheres Apaixonadas”

Mariana Trigo/PopTevê - Rio de Janeiro (RJ)

  Leonardo Miggiorin assegura que Rodrigo deixou de ser um rebelde sem causa em “Mulheres Apaixonadas”. O riquinho da trama de Manoel Carlos abandonou de vez a linha revoltada de James Dean, o ator ícone da rebeldia que inspirou Leonardo no início da novela. No começo da história, o personagem aprontava verdadeiros escândalos por não aceitar o relacionamento do pai, o cirurgião César, com a introspectiva médica Laura - papéis de José Mayer e Carolina Kasting. As mudanças começaram quando Rodrigo se envolveu no projeto do grupo de teatro da fictícia escola ERA. De lá para cá, cenas de discussões na fictícia clínica de César deram lugar ao envolvimento do personagem com os alunos da escola. O que Rodrigo ainda não conseguiu, no entanto, foi se envolver com alguma personagem. Sua primeira investida, na bela Clara, papel de Aline Moraes, fracassou û Também pudera! A menina é “gay”. Depois, partiu para cima da “invicta” Edwiges, de Carolina Dieckmann. Outro fracasso. “Ele atira para todos os lados, mas isso faz parte da adolescência”, garante.
  Foi justamente no auge de sua adolescência, aos 16 anos, que Leonardo estreou na tevê, no seriado infantil “Flora Encantada”, da Globo, em 1998. Três anos depois, passou no teste para viver o caipirinha Zezinho, na ousada minissérie “Presença de Anita”, onde conheceu Maneco e sua filha, a atriz Júlia Almeida, namorada do ator desde o término da produção, em 2001. O romance com Júlia, que interpreta a Vidinha em “Mulheres Apaixonadas”, ainda gera constrangedores rumores sobre sua escalação para a trama das oito. “Não me sinto pressionado. Tenho certeza de que o Maneco me chamou porque confia no meu trabalho”, acredita.
  Disso Leonardo realmente parece não ter dúvidas. Basta ver a concentração do ator ao mencionar as meticulosas transições que programa para Rodrigo. O ator avisa que, constantemente, mede as reações do personagem para que Rodrigo permaneça intempestivo, porém amigável. “Eu o guio para que ele não perca suas características originais. Ele é muito real, muito palpável. Amadurece aos poucos, como todo mudo”, valoriza.


Quem é?

Nome - Leonardo Moreira Miggiorin.
Nascimento - Em 17 de janeiro de 1982, em Barbacena, Minas Gerais.
Na tevê - “Novelas, programas sobre a natureza e desenhos”.
Ao que não assiste na tevê - “Programas que exploram a violência”.
Nas horas livres - “Surfo, faço musculação e vou ao cinema”.
No cinema - “Um Bonde Chamado Desejo”, filme de Elia Kazam, com Marlon Brando, adaptado da peça de Tennessee Williams.
Música - “Tempo Perdido”, de Renato Russo.
Livro - “O Grande Mentecapto”, de Fernando Sabino.
Prato predileto - Salmão.
O melhor do guarda-roupa - “Um casaco todo ilustrado”.
Perfume - Eau de Cartier.
O pior presente - “Uma passagem
para o Afeganistão”.
Mulher bonita - Cameron Diaz.
Homem bonito - “Meu pai”.
Cantor - Frank Sinatra.
Cantora - Tina Turner.
Ator - Matheus Nachtergaele
. Atriz - Marieta Severo.
Animal de estimação - “Minha cachorra Kaiser, da raça daschund”.
Escritor - Jorge Luís Borges.
Arma de sedução - “Ser natural”.
Programa de índio - “Gravar aos domingos”.
Melhor viagem - “Para a Europa
com a minha namorada Júlia, há um ano. Ficamos dois meses percorrendo
sete países”.
Sinônimo de elegância - Gisele Bündchen.
Melhor notícia - “Ter passado no
teste para fazer o Zezinho”.
Inveja - “De nada”.
Gula - Chocolate e massa.
Ira - “De ser interrompido no que estou fazendo”.
Luxúria - Roupa íntima.
Cobiça - “O último modelo da Porsche”.
Preguiça - “De fazer musculação”.
Vaidade - “Cuidar da pele e do corpo, mas nada exagerado”.
Mania - “Ver tevê antes de dormir”.
Filosofia de vida - “Se puder, não complique”.


Memória Afetiva

Prestigiada Plenitude

Nicete Bruno e televisão brasileira estrearam juntas

Mariana Trigo/PopTevê - Rio de Janeiro (RJ)

  Nicete Bruno e a televisão brasileira estrearam juntas. A atriz, que vive a Dona Benta no infantil “O Sítio do Pica-pau Amarelo”, na Globo, apareceu pela primeira vez na tevê no dia 18 de setembro de 1950, data de estréia da primeira emissora de tevê da América Latina, a TV Tupi de São Paulo. Ao longo dos seus 70 anos de idade e 53 anos de carreira na telinha, atuou em 34 novelas e fez de tudo. No início, na época em que as novelas eram ao vivo, Nicete era um dos nomes fixos em produções como o saudoso “Teatro de Comédias”, na TV Tupi. Logo depois, conquistou espaço na TV Continental com o seriado “Dona Jandira Em Busca da Felicidade”, em 1960, que ficou dois anos no ar. Em seguida, a atriz voltou para a TV Tupi, onde permaneceu durante 11 anos, atuando em novelas como “Meu Pé de Laranja Lima” e “A Gordinha”, ambas em 1970. “Até hoje, senhores comentam dessa novela comigo”, diverte-se. Mas foi em 1977, com a trama “Éramos Seis”, na TV Tupi, que Nicete conquistou diversos prêmios na pele da Dona Lola. “Ela era a exemplificação do amor. Se tivesse de citar apenas uma personagem preferida, seria ela”, confessa.
  A atriz chegou a ficar na TV Tupi até seu encerramento, em 1980, quando atuava na trama “Como Salvar Meu Casamento”, novela em que o autor Carlos Lombardi estreou como colaborador. Na trama, Nicete interpretava Dorinha, uma mulher gulosa que resolveu fazer regime para salvar seu casamento. “Pena que a novela terminou no meio, já que a Tupi fechou”, lamenta.   Com isso, a atriz foi para a Globo, onde estreou em 1981, no seriado “Obrigado, Doutor”, de Walter George Durst, onde vivia a religiosa Júlia. Depois, fez a Isolda em “Louco Amor”, de Gilberto Braga, e passou a atuar em tramas da célebre Janete Clair, como “Selva de Pedra”, em 1986, onde fez a emergente e fútil Fany. Já em 1984, interpretou Nelson Rodrigues na minissérie “Meu Destino É Pecar”, como a moralista Clara. “Ela era pudica, mas ficava ouvindo atrás da porta coisas que a pudessem excitar”, lembra, falando baixinho.
  Mesmo com toda a vasta gama de personagens na tevê, Nicete avisa que não é saudosista. “Todos os meus trabalhos deixaram marcas, mesmo os que não foram vitoriosos. Eles são como filhos e ficam cravados na minha memória”, explica. Seus papéis parecem ser ainda mais marcantes quando se trata de tramas de época, como “A Muralha”, em 1968, e “Aquarela do Brasil”, exibida em 2000, onde vivia a preconceituosa Glória. “Ela tinha uma falsa moral insuportável”, lembra, entre risos.
  Mas o que mais diverte e orgulha Nicete é perceber o quanto sua vida profissional está “costurada” pela sua trajetória pessoal. Casada há 49 anos com o ator Paulo Goulart, mãe de três filhos, entre eles a atriz Beth Goulart, e avó de sete netos, Nicete até acha graça da maioria de seus papéis serem de mães e avós e de nunca ter sido par do marido em novelas. “Deve ser porque a nossa diferença de altura fica péssima no enquadramento”, diverte-se, logo mudando de assunto. “Acho que quase sempre me dão papéis de mãezonas porque sou uma referência forte de família”, constata.
  A referência materna nos personagens está ainda mais evidente na pele da simpática vovó Dona Benta, um dos personagens-ícone de Monteiro Lobato em “O Sítio do Pica-pau Amarelo”. Há dois anos na enrugadinha pele da vovó, que povoa o imaginário das crianças há tantas gerações, Nicete acredita que a personagem é o simbolismo do conhecimento materno. “Ela é o esteio, mas também participa do lúdico e da fantasia das crianças. Nossas almas são muito parecidas”, assegura.
  Dona Benta também tem despertado outros interesses na atriz. Nicete, que nunca se preocupou em guardar objetos de antigos personagens ao longo da carreira, pela primeira vez, está aguçada para pedir à produção do infantil um objeto cênico da personagem: os óculos de Dona Benta. “Eles representam a sabedoria, o significado do aprendizado, da leitura. Espero que eu consiga ficar com eles”, torce.


Perfil

Os Fantoches” (Estela), 1967 - “Essa foi fantástica. Pouco a pouco foi conquistando uma posição. Ela, que estava só para servir, foi servida pela vida”.
“A Muralha” (Margarida), 1968 - “O romantismo, a pureza, a sensibilidade e a dedicação”. “A Gordinha” (Mônica), 1970 - “Essa aí é maravilhosa. Aquela que busca seu espaço, luta, não tem preconceitos e passa por cima dos empecilhos”.
“O Meu Pé de Laranja Lima” (Cecília), 1970 - “Aquele protótipo da professorinha religiosa. Vivia reprimida”.
“A Fábrica” (Clara) - “Talvez pertencesse a um sindicato se tivesse uma abertura de consciência política, mas não tinha”.
“Camomila e Bem-Me-Quer” (Margot), 1972 - “Temperamental, mas batalhadora”.
“Divinas & Maravilhosas” (Helena), 1973 - “Divina e maravilhosa”.
“Papai Coração” (Sílvia), 1976 - “Coitada! Sempre ficava de escanteio. Estava sempre ajudando o irmão e os sobrinhos”.
“Éramos Seis” (Lola), 1977 - “Era a grande síntese do amor, da dedicação, da entrega, da tolerância”.
“Salário Mínimo” (Zilda), 1978 - “Poderia ter sido uma ativista política fantástica”. “Como Salvar Meu Casamento” (Dorinha), 1980 - “Muito divertida, porque era uma mulher ciumenta e gulosa. Depois, começou a se cuidar para salvar o casamento. Mas a novela acabou antes do fim”.
“Obrigado, Doutor” (Júlia), 1981 - “Essa era formidável. Uma religiosa, mas com sentido prático de vida”.
“Sétimo Sentido” (Sara), 1982 - “O protótipo da mãe normal”.
“Louco Amor” (Isolda), 1983 - “Não tinha nada de especial”.
“Meu Destino É Pecar” (Clara), 1984 - “Falava sobre moral, mas adorava o imoral”.
“Tenda dos Milagres” (Joana), 1985 - “Aquela cuja falsa moral estava impregnada na veia”.
“Selva de Pedra” (Fany), 1986 - “Essa é emergente, aquela figura cujos valores são tão fúteis...”.
“Bebê a Bordo” (Branca), 1988 - “Essa aí é a projeção da possibilidade da boa relação entre gerações”.
“Rainha da Sucata” (Neiva), 1990 - “Era uma mãe tentando ser o mais responsável possível”. “Perigosas Peruas” (Vivian), 1992 - “Louquinha”.
“Mulheres de Areia” (Julieta), 1993 - “Vaidosa, ansiosa por satisfações mundanas”. “Incidente em Antares” (Lanja), 1994 - “Uma aristocrata”.
“A Próxima Vítima” (Nina), 1995 - “Aquela que abre as asas mesmo não tendo filhos naturais. Mas é a mãezona”.
“O Amor Está no Ar” (Úrsula), 1997 - “Egoísta, tinha uma visão muito de interesses pessoais, valores deturpados e presa aos bens materiais”.
“Labirinto” (Edite), 1998 - “Uma mulher normal, sem grandes diferenciações. Tradicional”. “Andando Nas Nuvens” (Judite), 1999 - “Divertidíssima, pós-moderna”.
“Aquarela do Brasil” (Glória), 2000 - “Preconceituosa. Ela tinha resquícios de rigor e falsa moral”.
“O Sítio do Pica-pau Amarelo” (Dona Benta), 2001 - “Conhecimento, carinho, dedicação”.


Personagem da Semana

O jogo que deu certo

Angélica garante estar realizada à frente do “Vídeo Game”

Gabriel Melo/PopTevê - Rio de Janeiro (RJ)

  Prestes a completar 25 anos de carreira artística - em outubro -, Angélica garante estar realizada com o momento que vive à frente do “Vídeo Game”, um quadro do “Vídeo Show”, da Globo. Ela afirma que, cada vez mais, sente-se à vontade no comando do jogo. “Eu me sinto em casa. Às vezes esqueço que estou na tevê, me empolgo e falo pelos cotovelos”, admite. A lourinha, que se consagrou como apresentadora de programas infantis, se diz satisfeita com a mudança de seu público-alvo, que se tornou mais abrangente. “O foco do ‘Vídeo Game’ não é mesmo a criança”, explica a apresentadora de 29 anos.
  Com um projeto de um novo programa para a tevê em andamento, Angélica prepara uma série de novidades. Além do início das gravações do filme, “Sonhos de Verão”, ela pretende lançar, ainda este ano, um livro de fotos - com depoimentos de pessoas que marcaram sua história -, uma agenda e um CD/DVD com músicas inéditas e antigos sucessos. “Vão ser músicas de que eu gosto. Mas, ‘Vou de Táxi’ não pode faltar. Vou gravá-la pela terceira vez, agora numa versão mais pop”, adianta a lourinha, que faz mistério sobre a sua próxima atração. “Tem outras coisinhas que pintando por aí”, despista.
  O “Vídeo Game” ocupa hoje a metade do tempo do “Vídeo Show”. A que você atribui esse aproveitamento?
  É uma conquista da equipe toda. Todo mundo acreditava muito no “Vídeo Game”. Quando me chamaram para apresentar, o “Vídeo Game” era um programa de oito minutos. Eu nem conseguia dar conta, pois o tempo era curto demais para conversar com duas pessoas, fazer as brincadeiras. Hoje, o quadro chega a 25 minutos. Todo mundo tem um amor muito grande e foi por isso que deu certo.
  O quadro vem tomando tempo do “Vídeo Show”. Isso pode causar uma competição interna?   A equipe do “Vídeo Show” estava querendo um gás novo para o programa. E esse gás foi o “Vídeo Game” Se temos muito o que falar do convidado, o quadro toma um pouco mais do tempo do “Vídeo Show”. Não dá para desperdiçar certos convidados, não é mesmo?   No “Vídeo Game”, os convidados têm que pagar alguns “micos”. Como eles encaram a participação no quadro?
  O pessoal vai ao programa “amarradão”. Às vezes, quando chego no Projac, ouço certas pessoas gritando: “Olha lá, Angélica, eu quero ir no programa, hein?”. A Regina Duarte ligou para a produção a fim de participar do programa. Ela veio com a Gabriela, sua filha, e dançou um tango com alguém da platéia. Ela nunca imaginou fazer isso na tevê. Quando eles vêm aqui, já chegam desarmado. Eu mesma pago certos “micos” para os meus convidados se soltarem também. É claro que não fazemos nada aviltante. E, eles recebem algumas homenagens também.
  As sátiras de aberturas de novelas que você e o André Marques fazem são uma novidade no “Vídeo Show”. Você pretende voltar a explorar, mais efetivamente, seu lado de atriz?
  Eu volto a desempenhar minha porção atriz em setembro quando eu começo a filmar, com o Luciano Huck, “Sonhos de Verão”. É a história de uma Cinderela moderna, uma menina que se transforma em estrela. Estou querendo fazer outro filme há três anos. Fiz o “Zoando na TV”, em 2000, e o resultado foi muito legal. O público me cobra quando vou voltar a fazer cinema.   Você cogita voltar a fazer um programa para crianças?
  Eu passei um pouco do meu tempo de fazer programa infantil. Foi muito difícil fazer essa opção, mas eu já fazia programa infantil e falava de uma forma que não era mais para criança. Foi difícil me desgarrar... O universo infantil é muito mágico. Mas estou fazendo o que meu coração manda.


aniversários da semana

Hoje - Babi, 29, e Louise Altenhofen, 24.
Amanhã - Cláudia Rodrigues, 33, Daniel Marinho, 28, e Leonardo Brício, 40. “O Astro”, de Janete Clair chegava ao último capítulo há 25 anos na Globo. A novela contava a inescrupulosa escalada social de Herculano Quintanilha, vivido por Francisco Cuoco, de cartomante numa churrascaria à alta direção de um importante grupo empresarial. Era também a história de Márcio, personagem de Tony Ramos, herdeiro do império Hayala, mas alheio à fortuna e ao poder. Só lhe interessando a fé em São Francisco de Assis e a felicidade ao lado de Lili, uma moça pobre interpretada por Elizabeth Savalla. Mas foi mesmo o misterioso assassinato de Salomão Hayala, que causou uma verdadeira comoção nacional. O clímax da trama ocorreu com a revelação do culpado, o jovem Felipe Cerqueira, de Edwin Luisi, amante da esposa do falecido - vivida por Tereza Rachel. Ainda no elenco, Dina Sfat, Rubens de Falco, Carlos Eduardo Dolabella, entre outros.
Quinta-feira - “Dancin’ Days”, de Gilberto Braga estreava há 25 anos na Globo. Na história, Sônia Braga era Júlia Matos, que sai da cadeia após 11 anos e tenta reconquistar o amor da filha, Marisa, vivida por Glória Pires. Ela tinha como adversária a irmã, a “colunável” Yolanda Prates, interpretada por Joana Fomm, que criou a menina como filha, com muito luxo e conforto. Paralelamente, tinha de se recolocar na sociedade e lutar pelo amor do diplomata Cacá, de Antônio Fagundes. O elenco trazia também Reginaldo Faria, Lauro Corona, Lídia Brondi e Mário Lago, entre outros.
Sexta-feira - Lúcia Veríssimo, 45.
Sábado - Carolina Kasting, 28, e Cláudia Alencar, 53.


Nome Prórpio

Sorte de principiante

Alexandre Slaviero deixou Curitiba e conseguiu um vaga em “O Beijo do Vampiro”

Mariana Meireles/PopTevê - Rio de Janeiro (RJ)

  Há pouco mais de um ano, Alexandre Slaviero saiu de Curitiba rumo ao Rio de Janeiro com a idéia fixa de ser ator. E não encontrou muita dificuldade para atingir o objetivo. Após alguns cursos de interpretação, o rapaz de rostinho bonito e porte atlético começou a fazer testes para produções da Globo. Acabou conseguindo um lugar no elenco de apoio da novela “O Beijo do Vampiro”, de Antônio Calmon, que terminou em abril deste ano. Mas Alexandre deixou a trama em janeiro para cursar a Oficina de Atores da Globo. Logo que terminou a oficina, em março, Alexandre fez vários testes para “Malhação” e ganhou o papel de Kiko, melhor amigo do protagonista Victor, vivido por Sérgio Marone. “Quero aproveitar bem essa oportunidade. Em ‘Malhação’ a gente grava muito, o que me dá mais chance de aprender”, acredita.
  Além do fato de ter destaque na trama, Alexandre está curtindo o perfil do personagem. Kiko é um típico adolescente mulherengo, que não perdoa nenhuma aluna do colégio Múltipla Escolha. Mas vai logo dizendo que esse é o único “desvio” do rapaz. “O Kiko é muito gente boa, amigo, mas para ele tudo gira em torno de mulher. Os neurônios só funcionam em relação a isso”, diverte-se Alexandre, que também faz questão de ressaltar que, nesse ponto, não tem nada a ver com o personagem. “Sou mais de namorar. Me identifico com ele no lado da amizade. Adoro estar com os amigos”, conta Alexandre, que mantém um namoro à distância com uma atriz de Curitiba.
  Mas tudo indica que o personagem de Alexandre vai sossegar. Cada vez mais, Kiko e Drica, papel de Gisele Frade, que vivem implicando um com o outro, estão próximos. Depois de serem trancados num quarto por Maumau e Cabeção, interpretados por Cauã Reymond e Sérgio Hondjakoff, - episódio que resultou em um beijo -, os dois se uniram numa vingança contra os garotos. “O Kiko e a Drica estão muito incomodados um com o outro. É claro que eles vão ficar juntos, mas acho que vai ser difícil para ele aceitar que está gostando dela”, conclui.
  Entusiasmado, Alexandre conta que dedica quase todo o seu tempo estudando as cenas de “Malhação”. Nas horas vagas, ele aproveita para malhar, mas não fica horas puxando ferro. “Prefiro atividades aeróbicas”, conta. Também precisou incorporar o judô na rotina de exercícios, já que o personagem é ótimo lutador. Nada complicado para Alexandre, que praticou o esporte durante anos na infância. “Na trama sou faixa marrom e na vida real corro atrás do prejuízo”, brinca. Com tendência para engordar, costuma maneirar na alimentação quando percebe que está com alguns quilinhos a mais. “Aí corto doces, sou chocólatra. Mas normalmente como de tudo”, explica o ator, que no momento está em paz com a balança. Pesa 68kg e tem 1,73m de altura.
  Sair com os amigos é o que Alexandre mais gosta de fazer no tempo livre. No Rio, seu ciclo de amizades é só de atores. Os mais chegados são Paulo Nigro e Henri Castelli, que vivem Murilo e Pedro em “Malhação”. Alexandre lamenta o fato de ter deixado muitos amigos e a família - morava com pai, mãe e irmã - em Curitiba. “Foi difícil perder o contato diário com eles, era muito ligado. Agora só por telefone e quando vou para lá, raramente”, desabafa. Com a namorada, Fernanda, o esquema é o mesmo. “É complicado manter o namoro, mas não impossível”, simplifica.
  No início, morar sozinho no Rio também não foi fácil. Além da solidão, teve de aprender a cozinhar, lavar roupa, administrar as contas, etc. “Estou indo bem como dono-de-casa”, orgulha-se. Alexandre acredita que esses momentos barra-pesada trouxeram amadurecimento. “Mas só fiz esse sacrifício porque a vontade de ser ator era muito grande”, enfatiza. Foi como muitos atores de sua idade que ele se interessou pela profissão. Após alguns trabalhos como modelo em Curitiba, fez o primeiro curso de interpretação para melhorar o desempenho em comerciais. “Gostei bem mais de atuar do que ser modelo. Aí resolvi correr atrás”, relembra, cheio de determinação.


CAPÍTULOS DAS NOVELAS

VIVA ÀS CRIANÇAS - SBT 19h45

Segunda - Igor e seu comparsa abrem a mala e percebem que não é a mesma. A camareira sai de um dos quarto do hotel empurrando seu carrinho e nele carrega a mala. Verruguinha se assusta ao ver Rosamunda, uma das integrantes da quadrilha que trocou as malas. Lupita e Emiliano se encontram na piscina. Ele declara seu amor e os dois se beijam. Igor, Zopenco e Rosamunda seqüestram Verruguinha. Igor ameaça explodir a lancha dos alunos se Verruguinha não devolver a mala.
Terça - Rosamunda vê que Verruguinha escapou e decide acabar com o trato que fez com Igor e Zopenco. Mais tarde, os três são presos. Rosamunda engana a polícia e foge numa bicicleta. Na delegacia, Igor e Zopenco se transformam em crianças e deixam os policiais perplexos. O gerente do hotel comunica que a guarda costeira já não tem esperança de encontrar AX com vida. Todos ficam muito tristes com a notícia. Lucas encontra AX desmaiado na praia.
Quarta - Rosamunda entra na escola e é confundida com Verruguinha. AX avisa às crianças que Rosamunda é muito má. Rosamunda tenta fugir e dá de cara com Verruguinha. Professora e alunos perseguem a intrusa. As crianças conseguem encurralar Rosamunda dentro de uma doceria. Ela cai em uma tigela enorme de glacê e consegue se esconder. Os confeiteiros levam o tabuleiro ao forno e Rosamunda começa a sentir muito calor.
Quinta - Na confeitaria, Verruguinha é ameaçada por um policial. O bolo é tirado do forno. Rosamunda sai de dentro dele e é presa. A casa de João é revistada pela polícia e ele recebe voz de prisão depois que as jóias de Porfíria são encontradas dentro do guarda-roupas. Marcela conta para Emiliano e Lupita o que Porfíria fez com seu marido. Porfíria diz a Guilherme que seu pai foi acusado de roubo e está na cadeia. Emiliano e Lupita pedem para Porfíria retirar a denúncia que fez contra João.
Sexta - Guilherme visita o pai na cadeia e diz que não acredita em Porfíria. Carolina parabeniza Lupita por seu namoro com Emiliano. O detetive Garrido entrega a Porfíria o relatório do juiz e ela reivindica a custódia de Guilherme. Inácio se compromete com Lupita e Emiliano a contratar o melhor advogado para defender o pai de Guilherme. Porfíria consegue a custódia de Guilherme. Marcela entrega a Lupita um documento que prova que João perdeu a guarda do filho.

JAMAIS TE ESQUECEREI - SBT 20h15

Segunda - Beto agarra Lola, mas ela lhe cobra um compromisso sério. Délia intima Beto a ir ao casamento de braços dados com ela. Letícia prepara as velas para o casamento de Danilo. Álvaro confessa para Carlos que não vai desistir de Beatriz. Eduardo fica mal-humorado por causa do casamento e convida Açucena para tomar um café.
Terça - Açucena volta do encontro com Eduardo e é criticada por Alzira. Os convidados se aprontam para o casamento. Vítor fica encantado ao ver Sílvia de noiva. Danilo sai atrás de Beatriz assim que fica sabendo sobre a gravidez. Beatriz fica irritada e diz para Iracema que não quer mais ouvir o nome dele. Danilo chega para falar com Beatriz, mas Alzira diz que ela já se foi. Sílvia entra com Vítor na igreja e estranha o fato de Danilo não estar no altar esperando. Sílvia arranca o véu e foge da igreja.
Quarta - Sílvia rasga seu vestido e começa a quebrar coisas em seu quarto. Eduardo fica feliz e chama Waldir e Lino para beberem com ele. Leonor vai para casa enlouquecida, chamando por Délia e perguntando por Danilo. Letícia conta para Iracema e Samuel que Beatriz é irmã de Danilo. Açucena fica irritada pelo casamento que não aconteceu. Ivan aproxima-se de Afrânio e pede para ajudá-lo com Vítor. Sílvia pensa em se vingar de Danilo. Danilo conta para Beatriz que eles são irmãos.
Quinta - Gordo pede Branca em casamento. Danilo chega com Beatriz e Priscila vê os dois juntos. Letícia recebe Danilo e Beatriz, que diz estar desesperada. Leonor diz para Vítor que Danilo não está e o convence a ir embora antes que ele volte. Danilo conta para Leonor sobre a gravidez de Beatriz. Beatriz revela para Álvaro que é irmã de Danilo.
Sexta - Samuel desconfia que Leonor tenha falsificado a carta de Isabela, para separar Beatriz e Danilo. Eduardo enfrenta Vítor e mostra a pasta que contém acusações referentes ao desvio de dinheiro. Danilo tenta se desculpar com Sílvia, mas ela fica irredutível. Com muita raiva, ela manda ele embora de casa. Leonor sente-se culpada pela situação que Danilo está passando. Danilo procura Vítor para conversar e, do outro lado, Letícia tenta consolar Beatriz.

PEDRO, O ESCAMOSO - Globo 20h45

Segunda - Lídia conta para Pastor que encontrou Pedro em uma discoteca. Pedro pede dinheiro emprestado à Paula para pagar René, mas ela pede que ele procure Pastor. Lídia ameaça Cesar, mas ele não se deixa intimidar e ela fica furiosa. René conta para César que brigou com Pedro, porque o Pastor já sabia que eles tinham saído na noite anterior. Os dois pensam que Pastor e Pedro estão tendo um caso. Lídia liga para Ana para alertá-la do perigo que Paula corre ao lado de César.
Terça - Paula se sente aliviada ao saber que Pedro está quase solucionando seus problemas. Pastor coloca Pedro contra a parede e o convida para jantar com sua mãe. Pastor apresenta Pedro para sua mãe. René não sabe mais o que inventar para Nídia para justificar a demora de Pedro. César e Paula viajam. Mônica chega em casa e fica sabendo da viagem repentina do marido. Pastor está entusiasmado porque Pedro se ofereceu para acompanhá-lo no final de semana.
Quarta - Pastor pede para Lídia emprestar as chaves do apartamento de César. Gaitán fala sobre os ciúmes que René sente por Pastor e Pedro começa a entender a atitude de seu companheiro. Paula não resiste e pergunta de Mônica para seu chefe. Ele afirma que o amor entre os dois acabou. Enrique reclama de Yadira para Nídia. Yadira e Mayerly visitam Pedro na empresa e, em seguida, saem para almoçar. Perafán dá boas notícias para Nídia e ela desmaia de emoção.
Quinta - Nídia continua desmaiada, mas Perafán exige que ela cumpra a sua parte no trato: casar-se com ele. Pastor está tão deprimido com a demora do motorista que acaba bebendo demais. Pedro chega com uma garrafa de vinho e liga para Lídia pedindo conselhos. Pedro e Pastor almoçam juntos. Mônica decide ir atrás de César, mas sente enjôo e desiste de viajar.
Pastor agradece a ajuda de Pedro e pede que não deixe de pensar nele. Mônica espera o resultado do teste de gravidez.
Sexta - Pastora liga para Pedro e expõe os sentimentos do filho. Ela avisa ao motorista que, se fizer Gaitán sofrer, ela o mata. Nídia conta para Yadira que vai se casar com Perafán. Pedro se arruma para a festa e encontra Mayerly. Pedro tenta convencer René a ficar longe de Yadira. Pedro percebe que a situação está tensa e tenta convencer Enrique a ir embora. Nídia aproveita para anunciar seu casamento com Alírio. Paula e César não conseguem dormir e ele decide ir até o quarto dela.
Sábado - Paula e César se beijam. René olha de forma agressiva para Enrique. Yadira tenta controlar a situação e começa a dançar. Enrique e René começam a brigar. Pedro está quase se declarando para Mayerly, quando é interrompido pelos gritos da briga. O motorista leva Enrique para fora e os dois discutem. Nídia fala para Pedro que preferia estar noiva dele. César recebe um recado da mulher e Paula fica brava. Pastor chama Pedro para almoçar, mas ele dá uma desculpa e não vai.

MULHERES APAIXONADAS - Globo 20h55

Segunda - Fernanda garante para a filha que seu pai viajou depois que ela nasceu. Edwiges fica paralisada quando Cláudio conta sobre a gravidez de Gracinha. Onofre e César cumprimentam Laura pela promoção. Marina limpa as lágrimas, decidida a não chorar mais. Luciana dá uma fugida com César na hora do almoço. Lorena se incomoda com as indiretas de Ana sobre as armadilhas na nova profissão de Expedito. Marta ouve Celeste e Gracinha falando sobre gravidez.
Terça - Marta acusa Gracinha de estar dando um golpe. Fred insiste em marcar um encontro com Raquel, mas ela teme estar sendo seguida por Marcos. Paulinha garante que vai descobrir o que está acontecendo entre Fred e Raquel. Padre Pedro encontra o endereço de Estela anotado e pressiona a tia, que confessa ter pedido ajuda a ela. Laura comenta que viu a foto de Helena em sua gaveta e César dá uma desculpa. Estela abre a porta de sua suíte e dá de cara com Padre Pedro.
Quarta - Padre Pedro agradece, mas explica que não pode aceitar que ela compre a chácara. Onofre acha que Cláudio deve assumir o filho. Marta se recusa a aceitar o neto. Estela garante que comprou a chácara sem nenhuma outra intenção que não fosse a de ajudar Padre Pedro a continuar com o seu trabalho social. Raquel chora de raiva ao atender ao telefone e ouvir a mesma música. Diogo conversa com Marina e faz as malas. Os dois se beijam apaixonadamente na despedida.
Quinta - Marina desaba em prantos, após a partida de Diogo. Heloísa se deita ao lado de Sérgio e tenta seduzi-lo, mas ele finge dormir. Gracinha reafirma que não quer estragar a vida de Cláudio. Ela gosta quando ele conta que Edwiges já sabe de tudo. Ana convence Edwiges a ir ao churrasco. Rodrigo recebe os convidados. Shirley vibra quando Sílvia diz que ela e Afrânio serão seus padrinhos de casamento. Diogo, Vidinha e Cláudio chegam na festa. César se aproxima quando Helena entra.

MALHAÇÃO - Globo 17h30

Segunda - Cabeção e Maumau organizam um bolão, em que todos apostam se Kiko e Drica vão namorar ou não. Carla garante a Murilo que o namoro de Luísa e Victor vai acabar logo. Luísa almoça na casa de Victor. Solene fica entristecida por ter de se separar da mãe. Drica e Kiko resolvem entrar no bolão escondidos e fazer com que todos acreditem que vão namorar, para depois levar o dinheiro. Bigodão concorda em deixar Solene morar com ele e Vilma.
Terça - Paulo vai à delegacia e deixa Sandra e Luísa assustadas. Carla garante a Rê que vai separar Luísa e Victor. Thaíssa garante a Júlia que precisa de sua ajuda. Paulo revela que está sendo acusado de ser o autor das matérias sensacionalistas e Luísa pensa que foi Victor quem fez a acusação. Thaíssa garante a Júlia que gosta de Maumau e quer conquistá-lo, mas ela não acredita. Paulo perde uma promoção por causa da denúncia. Luísa acusa Victor de ter denunciado seu pai.
Quarta - Luísa afirma para Victor que ele estragou o namoro deles ao prejudicar seu pai. Victor garante que não fez nada, mas Luísa não lhe dá ouvidos. Solene desconfia que Bigodão estava paquerando Ana Paula. Júlia percebe que Thaíssa está arrependida de ter agido mal com todos. Bigodão deixa cair um papel com nomes de mulheres diante de Solene. Paulo reclama de Victor para Daniela, deixando-a furiosa. Carla garante a Victor que precisa pedir desculpas a ele.
Quinta - Carla confessa a Victor que foi ela quem contou a Paulo que ele sabia das matérias sensacionalistas. Bigodão afirma para Solene que os nomes são de éguas em que ele aposta e implora para que ela não revele nada a Vilma. Victor garante a Paulo que não o denunciou. Drica e Kiko ganham o dinheiro do bolão, pois não se beijaram. Daniela se preocupa ao saber que Victor não apareceu na aula e pergunta onde ele estava. Murilo garante a Luísa que sabe como ajudá-la.
Sexta - Victor explica a Daniela que foi embora do colégio depois de discutir com Paulo. Solene não tem coragem de revelar a Vilma que Bigodão é viciado em jogo. Drica recebe um telefonema de sua mãe e descobre que sua mãe vai se casar. Victor afirma para Carla que não quer mais desenvolver o projeto de seu pai. Daniela estranha o comportamento de Victor. Vilma avisa a Beto que ele cometeu infrações demais e terá de sair do apartamento. Daniela descobre que Victor não dormiu em casa.

AGORA É QUE SÃO ELAS - Globo 18h

Segunda - Juca concorda em conversar com Vitório. Sol garante a Pedro que vai convencer Sofia a lhe vender o curtume. Djalminha avisa Nanda que o casamento deles acabou. Juca afirma para Vitório que o que sente por Antônia não é passageiro. Karina garante a Djalma que pode ajudá-lo a conseguir um novo emprego. Léo leva Vitório para ver a parte mais pobre de Bocaiúvas. Modesto exibe a fita para Juca e avisa que vai torná-la pública se ele não lançar a sua candidatura para prefeito.
Terça - Modesto avisa que Juca terá de anunciar sua candidatura. Karina apresenta Djalma para Gerson, que pensa em abrir uma escolinha de futebol. Vitório visita uma escola pública. Gerson contrata Djalma para assistente. Vitório tem várias idéias para melhorar a vida da população carente. Juca descobre como enganar Modesto. Rodrigo pede que Dinorá lhe fale de seu pai. Juca garante a Modesto que também tem uma fita comprometedora.
Quarta - Juca revela a Modesto que gravou a fita num dia em que ele se vangloriou das falcatruas que fez. Modesto concorda em trocar uma fita pela outra. Juca obriga Modesto a declarar que apóia a candidatura de Vitório. Modesto ouve a fita em casa e descobre que Juca mentiu. Vitório e Léo chegam numa parte violenta da cidade. Vitório quase se mete numa briga, mas Silésio e Iranildo o defendem. Vinícius confessa a Djalma que está gostando de uma menina que não é Rosemary.
Quinta - Léo e Vitório namoram. Fátima revela a Djalma que tem um amor impossível. Van Van se insinua para Juca, mas ele pede que não se humilhe. Juca afirma para Van Van que sempre amou Antônia. Rodrigo se oferece para dar uma carona a Pâmela. Vinícius confessa para Djalminha que gosta de Fátima e ele garante que ela sente o mesmo. Modesto garante a Rutinha que tem outro plano contra Juca. Joaquim pede que Antônia nunca revele a Léo que ela é filha de Juca. Léo chega.
Sexta - Joaquim e Antônia ficam aliviados ao perceberem que Léo não ouviu nada. Van Van promete nunca revelar a Juca que Vitório não é seu filho. Vanuza e Rodrigo roubam a carteira de uma cliente da boate. Modesto revela a Rutinha que fez com que o lixo não fosse recolhido em Formigas. O investigador vai até a casa de Dinorá e vê Rodrigo. Dinorá apresenta Rodrigo como namorado de Vanuza. Léo despeja um saco de lixo na mesa de Juca, para protestar.
Sábado - Antônia fica indignada ao saber que estão culpando Juca pelo acúmulo de lixo e resolve descobrir o que está acontecendo. Juca garante a Léo que não interferiu na coleta do lixo, mas ela não acredita. Vitório descobre quem é o motorista que faz a coleta em Formigas. O motorista confessa a Juca que Modesto o subornou para não tirar o lixo. Juca faz com que o motorista acuse Modesto diante da população de Formigas. Todos se revoltam contra Modesto.

PRIMEIRO AMOR A MIL POR HORA - SBT 19h

Segunda - Daniel consegue fugir do hospital e leva Priscila como refém. Olívia e Andréa descobrem que Daniel fugiu do hospital. Priscila dá um chá com sonífero para Daniel e ele dorme profundamente. Tamara fica em pânico com tremor de terra. Rafael tenta acalmá-la e ela aproveita a oportunidade para beijá-lo. Priscila consegue fugir de Daniel e vai para a casa de Melissa. Estevão avisa Leon que Daniel acaba de fugir do hospital. Giovana, Priscila, Marina e Olívia ouvem ruídos estranhos.
Terça - Todas ficam assustadas com os ruídos e com a silhueta de uma mulher vestida de branco. Sabrina comenta com Leon que não viu Giovana na saída do colégio e ele resolve procurá-la. Daniel diz a Fernando que nunca vai se entregar e pede a ele que esqueça que tem um neto. Daniel telefona para Leon e, em tom ameaçador, diz que vai se vingar dele e de Giovana. Olívia admite que gosta de Daniel e que não se importa com a falta de caráter dele.
Quarta - Leon procura Pilar e, ao encontrar Antônio, diz que ele terá de pagar pelo que fez com sua irmã. Pilar e Leon tentam convencer Daniel de que o melhor a fazer é entregar-se à polícia. Daniel rouba outro carro e diz que vai se vingar de Leon. Giovana conta a Priscila que elas são irmãs apenas por parte de pai e que Inês é sua verdadeira mãe. Leon encontra Daniel na pista de corrida. Ele mostra os dois carros e diz a Leon que, só dirá onde está Giovana, se disputar a corrida com ele.
Quinta - Priscila explica a Giovana como tudo realmente aconteceu na noite em que Daniel a fez acreditar que foi violentada. Daniel e Leon disputam a corrida em alta velocidade. De repente, Daniel perde o controle e sai da pista. Leon ajuda Daniel a sair do carro e Daniel aponta uma arma para o rival. Leon exige que Daniel lhe diga onde está Giovana, mas ele garante que não faz a mínima idéia do paradeiro da garota. Giovana é surpreendida pela chegada da irmã de Maurício.
Sexta - Giovana diz a Leon que nunca foi para a cama com Daniel e relata como tudo aconteceu. Leon telefona para Rafael e avisa que Marina está mal. Ele diz que voltará o mais rápido possível ao país. Tamara tenta convencer Rafael a ficar pois não deve abandonar o emprego. Leon faz de tudo para se livrar da garota, mas ela o persegue por todas as partes. Priscila diz a Inês que sabe que Catarina não é sua mãe. Tamara esconde o passaporte de Rafael.

KUBANACAN - Globo 19h

Segunda - O dark Esteban deixa um bilhete avisando que o homem que desgraçou Marisol foi Camacho. Esteban sente falta de Marisol. Enrico acerta Esteban quando ele se aproxima de Lola. O dark Esteban acorda amarrado. Lola avisa que destruiu o bilhete. Mercedes convida Diego para ser o seu candidato. Enrico e Lola apagam os rastros deixados pelo dark Esteban, mas resta um bilhete no espelho do banheiro avisando que o homem de Marisol era Camacho.
Terça - Esteban tenta ler, mas está sem óculos, e fica furioso porque Lola apaga tudo. Celso Camacho, irmão do general, chega à Kubanacan. Eliseu convida Esteban para lutar no Coliseu. Gabriel vê Marisol, mas Esteban garante que é somente o desejo dele de que a mãe estivesse viva. Esteban sabe que o dark fez uma reserva em um restaurante e vai até lá com Lola. Ao pagar a conta, descobre novo bilhete e garante que vai ler. Celso chega na Casa Amarilla.
Quarta - Celso abraça Camacho, mas ironiza a perda de poder do sujeito. Rubi vê Enrico e Gabriel, fica possessa, distribui socos e leva o menino para casa. Mercedes convida Celso para ficar hospedado na Casa Amarilla. Lola acrescenta um Jr, Esteban lê o bilhete e pensa que Carlito é o amante de Marisol. Furioso, Esteban sai. Celso se encanta ao ver Marisol na praia. Rubi avisa que não vai viver mais na casa de Enrico. Lola quer saber porque os dois estão brigando.
Quinta - Esteban pega Gabriel no colo, que abre o olho lentamente, o tranqüilizando. Ele parte para cima de Carlito. Rubi não conta o motivo pelo qual vai embora. Lola, emocionada, pede que ela fique. Lola desmaia ao saber que Esteban está sendo acusado de tentativa de assassinato. Esteban desaparece. Camacho culpa Mercedes, mas Celso se coloca na frente quando ele ameaça esbofeteá-la. Rubi se muda para casa de Esteban. Esteban sai do Copacabana disfarçado de maquiador da cantora.


O QUE VEM POR AÍ

AGORA É QUE SÃO ELAS - 18h - Globo

Dias de cão
  Esta semana, em “Agora É Que São Elas”, Juca Tigre (Miguel Falabella) recebe aporrinhação de todos os lados. A começar por Vitório, que não se conforma em ver o pai separado de Van Van. O prefeito, que definitivamente não é mais o mesmo psicopata dos capítulos iniciais, tenta ter uma conversa madura com o rapaz, dizendo que não é passageiro o que sente por Antônia. Mas de nada adianta. Vitório insiste em dizer que não vai perder as esperanças de vê-lo se reconciliar com a mãe. Nem quando Juca permite que ele seja amigo de Léo.
  Mal sabe o prefeito que a “amizade” anda às mil maravilhas. Vitório e Léo resolvem fazer uma peregrinação pelas áreas pobres de Bocaiúvas - idéia dela, é claro. Com vários projetos para melhorar a vida da população carente, Vitório garante a Léo que vai conversar com o pai sobre o que viu durante o “périplo”. Mas nem tem tempo, já que outro problema social cai nas costas de Juca. Por causa de uma armação de Modesto, que quer se candidatar a prefeito no lugar de Vitório a todo custo, o lixo não é recolhido em Formigas. Com isso, é claro, a população volta a nutrir raiva pelo prefeito. Léo, como sempre, é a primeira a protestar. A moça despeja um saco de lixo na mesa do “sogro” e depois revela ao namorado o que seu querido pai anda fazendo. Este resolve investigar e descobre, através do motorista que faz a coleta na cidade, que Modesto subornou-o para não tirar o lixo.
  Apesar de mais manso, Juca ainda não chega ao ponto de deixar a história barato e consegue fazer com que o motorista acuse Modesto diante de toda a população de Formigas. Assim, fica com a barra limpa de novo. Mas isso não quer dizer que sua vida está como gostaria. Antônia ainda não tem certeza se quer assumir o namoro e Van Van decide apelar. A decadente ex-Miss Brasil se insinua para Juca, que não se abala e pede para que ela deixe de se humilhar. Para cortar de vez o tesão da perua, ele afirma com todas as letras que sempre amou Antônia.
  Livre de Van Van, pelo menos por enquanto, Juca mal sabe o que o espera. Seu filho bastardo Rodrigo está na cidade e Tintim descobre que ele é fruto de seu relacionamento com a falecida Luiza. Já a bomba de que é pai de Léo e não de Vitório deve ficar para o fim da novela. Antônia promete a Joaquim que não vai revelar nada a Juca. E Van Van jura a si mesma que nunca vai dizer que Vitório não é filho de Juca. Artifícios típicos de um folhetim rasgado e sem sal.

MULHERES APAIXONADAS - 21h - Globo

Morena com conteúdo
  Esta semana, a sonsa Gracinha (Carol Castro) de “Mulheres Apaixonadas”, vai transbordar seu veneno. A insinuante morena, que deu o velho e batido golpe da barriga no encaracolado Cláudio, coloca suas garras de fora. Primeiro, consegue separar, pela enésima vez, o meloso casal, que chega a causar náuseas no público com o arrastado dilema “transar ou não”. Edwiges, a santificada lourinha, termina novamente o namoro com o língua presa de cachinhos, quando ele confessa que a atirada Gracinha está esperando um filho seu. Paralisada, a imaculada não aceita as patéticas e vãs desculpas de Cláudio. Depois, o manda assumir as responsabilidades com a criança e lhe dá um dolorido pé no traseiro. Quem fica feliz da vida com essa briga é a “dada” Gracinha, que comemora que seu plano - de não ter usado camisinha e nem ter tomado pílula - foi bem-sucedido. Mas, quando a oferecida está comentando sobre a gravidez com sua mãe Celeste, a empregada da casa que sempre deu a maior força para a filha dar o golpe da barriga, aparece a arrogante Marta, futura vovó. Ela avisa - como se pudesse escolher - que a criança não terá avós paternos. Possessa, Gracinha garante ao pai que a família de Cláudio vai bancar - e muito bem - seu bastardinho.

KUBANACAN - 19h - Globo

Parente é serpente
  O General Camacho (Humberto Martins) não está com sorte em “Kubanacan”. Não bastasse ter sido derrubado do poder em Kubanacan pela própria esposa e os problemas de saúde que enfrenta, ele vai ter que aturar mais uma víbora da família. O irmão Celso, um escroque que vai atazanar ainda mais sua vida.
  Logo na chegada, Celso vai ironizar o general pela perda da presidência e ainda vai seduzir a Mercedes. Tão ardilosa quanto o cunhado, ela o convida para se hospedar na Casa Amarilla. Celso logo se torna conselheiro de Mercedes. Agora, Carlos Camacho tem que conviver com a esposa no comando e agüentar o irmão mau-caráter puxando as cordinhas.
  Aliás, o inferno astral do general contagiou o seu intérprete, Humberto Martins. Se Camacho perdeu a presidência para a mulher, o reinado na trama do Esteban, de Marcos Pasquim, jamais esteve ameaçado pelo personagem de Humberto. A fogueira das vaidades entre os dois gerou uma série de boatos sobre brigas, discussões, etc. Agora, o autor Carlos Lombardi vai dar-lhe um tempo para esfriar a cabeça. O ator vai gravar por mais uma semana e o general vai sair da trama. Sem previsão de retorno.

PRIMEIRO AMOR... A MIL POR HORA - 18h - SBT

Sede de vingança
  Daniel não desiste de prejudicar Leon e Giovana em “Primeiro Amor... A Mil Por Hora”. Não satisfeito por ter forjado uma suposta noite de amor com a mocinha, o rebelde volta a ameaçar Leon e vai levá-lo a um desafio na pista de corrida.
  Daniel foge do hospital e leva Priscila como refém, mas ela escapa depois que lhe dá um sonífero. Raivoso, Daniel ignora o pedido de todos para que se entregue à polícia e telefona para Leon, jurando se vingar do rival.
  Eles encontram-se para uma corrida em alta velocidade. Daniel leva a pior. Mas nem assim ele sossega, seguindo com as bravatas. É o típico filhinho de papai que nunca recebeu um bom corretivo. E Daniel também não precisa ser tão pacato. Um pouco de sangue nas veias não faz mal a ninguém.

PEDRO, O ESCAMOSO - 20h15 - Rede TV!

Previsível conquistador
  A bela Paula vai cair na maior furada esta semana em “Pedro, O Escamoso”. A executiva, que está cada vez mais atraída pelo quarentão César, vai sucumbir à lábia do coroa. Tudo começa quando a dupla viaja, pela empresa, para um congresso em Paipa. Entre as palestras, um drinque para cá, outro jantar para lá. Aí o cobiçado executivo se declara apaixonado pela morena, para desespero de Ana, mãe de Paula, que teme que a filha se envolva com um homem casado. Mas Paula começa a esconder da mãe - que vive ligando para o hotel onde eles estão hospedados - que está quase transando com César. Metido a esperto, César tenta convencer Paula com a velha “lorota” de que não ama mais a mulher Mônica e que está decidido a terminar seu casamento. A tontinha cai na história do grisalho e ainda fica com ciúmes da mulher dele! Mas a confusão ainda nem começou, pois Paula nem sonha que Mônica está grávida do marido. César, assim que chega de viagem e recebe a notícia da gravidez, pede desculpas à Mônica e ainda diz que não pretende mais se ausentar por tanto tempo. Parece que os homens são mesmo todos iguais.

JAMAIS TE ESQUECEREI - 20h30 - SBT

Barata tonta
  As armações de Leonor para separar Danilo (Fábio Azevedo) e Beatriz vão sair piores que a encomenda em “Jamais Te Esquecerei”. O rapaz fica tão atormentado com a notícia de que Beatriz está grávida que abandona Sílvia no altar. A noiva chega à Igreja e não encontra Danilo, que foi atrás de Beatriz. Ele consegue alcançá-la, antes que pegue um trem na estação e revela que eles são irmãos. A menina fica desesperada. Afinal, além de descobrir que está apaixonada pelo próprio irmão, ela está grávida dele.
  Enquanto Sílvia só pensa em se vingar de Danilo, o rapaz conta para a mãe sobre a sua situação com Beatriz. Leonor vai começar a sentir-se culpada pelo sofrimento de Danilo. Diz-se que mãe é capaz de tudo para ver a felicidade dos filhos. Leonor foi capaz de falsificar a carta de Isabela para que eles pensassem que são irmãos.
  Agora, Danilo está tão confuso que vai pedir ajuda até para o maléfico Vitor. Levando-se em consideração que Vitor deseja casar-se com Beatriz, parece que o mocinho está procurando mais problemas. E ele, definitivamente, já está confuso o bastante.

VIVA ÀS CRIANÇAS - 19h45 - SBT

Marcas da maldade
  Esta semana, “Viva Às Crianças” vai gerar choradeira. Em clima de tristeza e injustiça, João é preso, após ser acusado por Porfíria de ter roubado jóias suas. Com ar de vitoriosa, a megera diz a Guilherme que seu pai foi acusado de roubo e está na cadeia. O menino cai em prantos e se nega a acreditar que seu pai seja um ladrão. Emiliano e Lupita, que finalmente começaram a namorar, também não engolem a conversa. O casal procura Porfíria e pede que ela retire a queixa. Como dá para imaginar, ela não volta atrás. Emiliano e Lupita, então, se prontificam a dar todo o apoio a João. Guilherme faz o mesmo e vai visitar o pai na prisão. O garoto diz que não acredita na versão de Porfíria e manifesta a vontade de voltar a morar com ele. Mas tudo indica que isso não vai acontecer tão cedo. Além de continuar firme com a denúncia, Porfíria reivindica a guarda de Guilherme. E consegue. Desesperado, o menino acusa a avó de ser muito má. Pobre menino.

MALHAÇÃO - 17h30 - Globo

A revolta do belo
  Depois de levar um pé de Luísa, Victor (Sérgio Marone) assume um comportamento estranho em “Malhação”. Injustiçado pela namorada, que não lhe dá ouvidos quando ele jura que não denunciou o pai dela, e pelo próprio Paulo, que também não acredita em sua inocência, Victor começa a se distanciar do mundo. O primeiro sinal, que já preocupa sua mãe Daniela, é quando não aparece na aula. O rapaz explica que chegou a ir ao colégio, mas foi embora após discutir com Paulo. Depois, Victor diz a Carla que não quer mais desenvolver o projeto de informática de seu falecido pai, no qual ela estava lhe ajudando. Sempre responsável e bom moço, Victor deixa sua mãe intrigada ao dormir fora de casa sem avisar. Algo ele está aprontando. De qualquer forma, além de perder Luísa, o rapaz vai ter de agüentar ver a amada ao lado do persistente Murilo. Esperto, o garoto se oferece para dar aulas de judô à moça e para outras meninas quando descobre que ela pediu a Heitor que criasse uma equipe feminina da luta. Pelo jeito, não vai demorar para Victor ver Luísa nos braços do insosso lourinho.


TV GENTE

Nova conquista

  Taís Araújo não esconde o orgulho de ver sua raça refletida em seu sucesso profissional. A atriz, que fez a primeira protagonista negra da tevê, em “Xica da Silva”, na extinta Manchete, agora interpreta a primeira protagonista negra da Globo, em “Da Cor do Pecado”. Na próxima trama das sete, que tem estréia prevista para o início de 2004, Taís será uma pobre baiana vendedora de frutas, que vai se apaixonar por um homem do Sul, vivido pelo belo Reynaldo Gianecchini. “Chegou o momento em que, abrir os horizontes do público, contra o preconceito, se tornou indispensável”, comemora a atriz. A trama de João Emmanuel Carneiro, supervisionada por Sílvio de Abreu, será dirigida por Denise Saraceni.

Meu garoto!

  Maurício Mattar está babando. O ator, que vive o Pedro em “Agora É Que São Elas”, na Globo, não esconde o orgulho de seu filho Luã, fruto de seu ex-casamento com a cantora Elba Ramalho. O adolescente, que sempre desejou trabalhar na tevê, foi convidado pelo diretor Dênis Carvalho para atuar na próxima trama das oito, “Celebridades”.

Em família

  Xuxa conta com um novo braço direito em seu programa “No Mundo da Imaginação”, na Globo. Trata-se de seu irmão, Blad Meneguel que, esta semana, passou a editar o infantil da irmã, com a árdua tarefa de alavancar a audiência da produção, que capenga com média de seis pontos no ibope. Blad, que na infância apelidou a irmã Maria da Graça de Xuxa, era editor do investigativo “Linha Direta”.

Ameaçada

  Para tentar não perder seu posto de Globeleza no Carnaval de 2004, Valéria Valenssa está pegando pesado na malhação. A negra escultural, que teve seu primeiro filho há pouco mais de três meses, tem ficado cinco horas diárias na academia, praticando musculação e exercícios aeróbicos. Comenta-se que a modelo Quitéria Chagas, outra morena escultural, ameaça o posto da rainha do Carnaval da Globo. Mas a questão é que o contrato de Valéria com a emissora vai até o Carnaval de 2005.

Ocupado

  A Rede TV! continua negociando com Miguel Varoni, protagonista da trama colombiana “Pedro, O Escamoso”, sua vinda ao Brasil para divulgar a novela que anda com a insatisfatória média de apenas 2,5 pontos no ibope. Mas nada está confirmado, já que Miguel anda com a agenda lotada, gravando “sitcoms”, que são a continuação da trama, batizadas de “Como Pedro Por Su Casa”. O projeto, que reúne três “sitcoms”, produzidas pela Telemundo, já está indo ao ar nos Estados Unidos. O ator está gravando a segunda fase da série na Colômbia e na terra do Tio Sam. “Estou ansioso para ir ao Brasil. Sou fã das novelas brasileiras. Gostei muito de ‘Terra Nostra’, ‘Rei do Gado’, ‘Escrava Isaura’ e ‘O Clone’”, elogia.

Destaque “fashion”

  A Band, que fez a cobertura total do maior evento de moda na América Latina, o São Paulo Fashion Week, que aconteceu na semana passada, em São Paulo, preparou um especial sobre o evento. O programa vai ao ar neste domingo, dia 13, mostrando todos os bastidores dos 45 desfiles, entrevistas com modelos, jornalistas especializados em moda e produtores do ramo. Comandado por Paulo Borges, produtor do evento, o especial conta com duas horas de duração e será exibido às 20h30.

Planos frustrados

  Sílvio Santos está possesso. Tudo porque não pode mais exibir um dos seus xodós, o “reality-show” “Casa dos Artistas”, que já estava com sua quarta edição em produção. Isso porque a Globo e a Endemol - que detêm os direitos do formato do “Big Brother” - acusaram o SBT de plágio, alegando que a produção da emissora de Sílvio Santos é uma cópia do “Big Brother”. Com isso, conseguiram uma liminar na Justiça, que proíbe a exibição da “Casa dos Artistas”. A liminar também determina que o SBT tem de pagar uma indenização de mais de R$ 2 milhões à Endemol e R$ 6 milhões à Globo, ambas por perdas e danos. Se o SBT insistir em exibir a produção, terá de desembolsar R$ 500 mil por cada dia de veiculação do programa. O plano de Sílvio Santos era estrear a quarta edição da “Casa dos Artistas” entre outubro deste ano e janeiro de 2004, período em que a Globo pretende exibir a quarta edição do “BBB”.

Precoce

  O pequeno Pedro Malta - quem diria! -, vai arrumar uma namorada em “Kubanacan”. Na trama de Carlos Lombardi, da Globo, o ator-mirim, que vive o esperto Gabriel, vai se “envolver” com a charmosa Paloma, interpretada por Aimée Ubacker. A menina, de 10 anos, entra na trama esnobando o garotinho, mas logo não resistirá ao charme do louro. “Ele vai se gabar de namorar uma mulher mais velha”, avisa Pedro, que tem oito anos na história.

Desinibida

  A cantora e atriz Preta Gil, que vive a Vanusa em “Agora É Que São Elas”, na Globo, vai realizar um ousado sonho antigo. Preta vai aparecer nua na capa de seu disco, que chega às lojas no dia 23. A cantora, filha do Ministro da Cultura Gilberto Gil, estampa a capa do CD “Preta-à-Porter” com os seios cobertos apenas por minúsculas fitinhas do Senhor do Bonfim. Já no encarte, a atriz - que mede 1,60 m de altura e pesa 75 kg - aparece completamente nua, mostrando, de frente e de costas, como veio ao mundo. “Sempre sonhei em posar nua. Na capa, me cobri um pouquinho porque meu pai ficou chocado”, entrega.


‘Aspas’

“Desde pequeno já chamava a atenção. As meninas mais velhas falavam que iam se congelar para me esperar”Erik Marmo, o Cláudio de “Mulheres Apaixonadas”, da Globo, dando a entender que se acha um presente de Deus para as mulheres. “Os maquiadores têm feito um bom trabalho”
Camila Pitanga, a Luciana de “Mulheres Apaixonadas”, da Globo, sobre os constantes elogios à sua beleza.
“Outro dia, entrei num ônibus lotado e ninguém prestou atenção em mim.
A gente escolhe se quer ser só ator ou virar estrela, ficar inacessível”
Paula Picarelli, que interpreta a homossexual Rafaela em “Mulheres Apaixonadas”, da Globo, dizendo que, apesar da fama repentina, continua com antigos hábitos, como fazer compras, andar de ônibus e metrô.
“Agora, só quem me chama de estrela mesmo é meu papagaio”
Lady Francisco, atriz, sobre a falta de trabalho.
“Sou feliz com a minha beleza, mas detesto os meus pés. Calço 40, uma verdadeira lancha!”
Ildi Silva, a Rosemary de “Agora é Que São Elas”, da Globo, que chama atenção pelo contraste da pele morena com os olhos verdes.
“Sei que a história está num caminho certo quando sonho com os personagens. Em ‘A Casa Das Sete Mulheres’ sonhei com Anita Garibaldi, Manoela, Bento Manoel”
Maria Adelaide Amaral, autora de diversas minisséries da Globo.
No momento, está escrevendo, “Um Só Coração”, sobre os 450 anos de São Paulo, que vai ao ar em janeiro do ano que vem.
“Se eu chego numa roda e me sinto burra, fico mais deprimida do que se eu chegar numa academia e me sentir gorda”
Leandra Leal, atriz que faz o gênero intelectual sem vaidade.
“Quando me assisto na tevê, me acho gordo”
Jô Soares, apresentador do “Programa do Jô” num momento de surpreendente autocrítica.
“Nunca dei em cima de ninguém, como a Gracinha faz. Sou até meio antiquada nisso, gosto que o homem tome a iniciativa”
Carol Castro, se comparando a sua personagem em “Mulheres Apaixonadas”.
“Estou com a minha libido à toda. Distraio a coitada extravasando a minha alegria e, quando a coisa aperta, tomo uns banhos frios”
A sempre desinibida Hebe, apresentadora do SBT.
“Hoje em dia, não escolheria ser atriz. A profissão está sem glamour e charme, muito qualquer nota. Não há o encanto das pessoas que eu vi na época que comecei a fazer teatro”
Maria Padilha, a Hilda de “Mulheres Apaixonadas”,
que tem mais de 20 anos de carreira.
“Confesso que não senti muita falta”
Malu Mader, atriz que estará em “Celebridades”, próxima trama das oito da Globo, sobre novelas, que não faz desde “Força de Um Desejo”, exibida em 1999.
“Mulher é um bicho que adora inventar paixão para justificar luxúria e capricho”
Talma de Freitas, cuja personagem Dalila, que interpreta em “Kubanacan”, inferniza a vida de Lola, papel de Adriana Esteves, por ser obcecada por Esteban, vivido por Marcos Pasquim.


Editorias
Capa
Cidades
Brasil
Internacional
Esportes
Polícia
Z
Colunistas
TodoDia Imagem
Fogo Cruzado
Zé Pirata
Charge
Opinião
Editorial
Cadernos
Mulher
Triboz
Revista da TV
Veículos
Zzinho
Social
Absoluta´z
Dez
Barbarizando
Deztaque
Nova´z
Evidência´z
Estilo´z
Outros
Especiais
Assinaturas
Publicidade
Fale Conosco
Tira Dúvidas
A Empresa
A Região
Edições Anteriores

Copyright © 2001 - Editora Z -Jornal TodoDia - Todos os direitos reservados. Esta página é melhor vizualizada nos browsers MS Internet Explorer 4.0 ou superior ou Netscape 4.0 ou superior, com resolução de tela de 800 x 600 pixels e 256 cores ou melhor. webmaster