Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Para crianças de 5 anos, mentes não podem ser clonadas

Em experimento britânico, os pequenos afirmaram que dois animais clonados não teriam a mesma mente

junho de 2013
AlexSmith/Shutterstock
Há uma tendência aparentemente inata em acreditar que somos seres únicos e especiais, sugere um estudo publicado na Cognition. Cientistas da Universidade de Bristol, no Reino Unido, apresentaram um hamster a crianças de 5 anos e deixaram-nas interagir com ele. Em seguida, disseram que iriam cloná-lo em uma caixa mágica e mostraram a elas um animal idêntico. A maioria disse crer que o animal foi replicado, mas, quando lhes perguntam se achavam provável que sua mente e suas memórias também haviam sido clonadas, afirmaram que não. A recusa em acreditar na replicação da mente foi ainda maior quando os pesquisadores deram um nome ao hamster ao apresentá-lo: Dax. Nesse caso, 70% das crianças disseram que o roedor “clonado” não podia ter a mesma mente de Dax. Segundo o autor do estudo, o neurocientista Bruce Hood, o nome próprio “humanizou” o bicho e as predispôs a acreditar em sua singularidade.

Leia mais:

Crianças sabem mentir já aos dois anos

Adeus, Papai Noel