Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

\\`Rótulo\\` influencia avaliação dos aromas

novembro de 2005
Decodificar certos cheiros depende da sedução da linguagem.

Uma rosa, se for conhecida por outro nome, pode não cheirar tão bem. Edmund Rolls, da Universidade Oxford, descobriu que a cognição pode influenciar a percepção do cheiro em seu nível mais primitivo. Rolls testou um odor ambíguo com 12 pessoas apresentando-o como de "queijo cheddar" ou de "odor corporal". Os participantes consideravam o cheiro mais agradável quando identificado como de queijo. Em imagens de ressonância magnética, as regiões do cérebro envolvidas no processo olfatório primitivo foram ativadas mais fortemente pelo rótulo positivo. "A grande conclusão é de que a linguagem pode chegar direto ao sistema emocional", diz Rolls.