Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

A clínica como metáfora

agosto de 2008
Divulgação
Técnica e criatividade – O trabalho analítico. Antonino Ferro. Imago, 2008, 178 págs., R$ 40,00.
Para o psicanalista italiano Antonino Ferro, a dimensão onírica pode ser considerada o momento fundamental do processo de psicanálise, que transcende o sonho, e se mantém como atividade contínua da mente, presente no cotidiano e na formulação de pensamentos e emoções. Em seu livro Técnica e criatividade – O trabalho analítico, publicado pela Imago, o autor argumenta que há forte interdependência entre “o funcionamento mental do paciente e o do analista” e ressalta que “este último co-determina o campo, seus movimentos, turbulências e situações de impasse”. Segundo ele, durante o percurso analítico, “o analista continuamente acolhe, metaboliza e transforma o quanto chega do paciente como estimulação verbal, paraverbal, não-verbal”. Com apoio em material clínico, Ferro aborda os temas cruciais da técnica psicanalítica, como os de modalidade interpretativa e o final da análise. A interpretação é considerada como um gesto metafórico dos processos de constituição das experiências emocionais, indicando no ato mesmo de ocorrência os seus significados.