Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

A diversidade dos livros para colorir

A popularidade das obras deu espaço para temáticas variadas, voltadas para a diversão e relaxamento dos adultos

junho de 2015
Gláucia Leal
DIVULGALÇÃO

Se a ideia é unir o agradável ao útil, pintar gravuras pode ser um bom jeito de aproximar-se das obras de grandes pintores e familiarizar-se com elas. A coleção espanhola Mandala para relajarse, por exemplo, traz figuras inspiradas nas obras de Gaudí, Van Gogh, Velásquez, Picasso e Leonardo da Vinci. O fato de o livro não trazer título e referências em português não apresenta prejuízos, já que a linguagem da cor é universal.

Agora, se a proposta for conhecer melhor a anatomia do corpo humano, com suas veias, grupos musculares, tendões, ossos, além de bifurcações e trajetos dos nervos e integração de órgãos, uma pedida é Netter: anatomia para colorir, de John T. Hansen, inspirado no clássico Atlas de anatomia humana, de Frank H. Netter. Ao comprar a versão para pintar, que ganhou sua segunda edição este ano, a pessoa recebe acesso on-line ao site Student Consult para consultar o atlas, imprimir cópias adicionais das páginas para colorir, visualizá-las detalhadamente como referência e acessar os links de integração para o conteúdo dos outros títulos do site.

Mas, mesmo que não trouxesse nenhum benefício prático, ainda assim valeria a pena pintar gravuras. Para muita gente que após 20, 30 anos ou até mais está às voltas com caixas de lápis de cor, a melhor razão para aventurar-se nesse desafio parece ser simplesmente divertir-se. E só esse já é um excelente motivo para colorir figuras. Afinal, para muitos, a atividade remete a momentos agradáveis na infância e permite experimentações e combinações inusitadas de cores – que dificilmente seria possível de outra forma, pelo menos para a maioria dos mortais, que não trabalham com artes plásticas.

E mesmo para quem não se sente atraído por flores, bichinhos e símbolos há opções interessantes – e até um pouco apimentadas. É o caso do primeiro volume de Suruba para colorir (Bebel Books), lançado em março. Participam da obra 35 autores, entre eles Laerte, Adão Iturrusgarai, Kiko Dinucci e João Montanaro. As ilustrações não deixam dúvida de que pintar é mesmo coisa de gente grande.

E até para aqueles que não fazem questão de usar lápis de cor, é possível recorrer ao mouse ou ao teclado para pintar. Há opções como acessar sites http://pt.hellokids.com/r_2015/desenhos-para-colorir/paginas-para-colorir-para-adultos e http://www.thecolor.com/Category/Coloring/Famous-Paintings.aspx, onde os desenhos são baixados gratuitamente. Embora as imagens não sejam tão detalhadas ou rebuscadas, também podem ser um bom divertimento.

Leia o texto completo: "Brincadeira de gente grande", na edição de junho de 2015 de  Mente e Cérebro, que pode ser adquirida na Loja Segmento:http://bit.ly/1FqeWJ6

Leia mais:

Livro propõe pintura para aliviar o estresse
Adultos e crianças são convidados a relaxar
em um universo lúdico

De brincadeira
Atividades lúdicas estimulam o cérebro a
aprender por tentativa e erro e a lidar com
os futuros estresses da vida adulta