Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

As telas gigantes e perturbadoras de Fábio Magalhães

As imagens chamam atenção por serem ao mesmo tempo hiper-realistas e surrealistas

agosto de 2017
Da redação
DIVULGAÇÃO

As imagens produzidas por Fábio Magalhães chamam atenção por serem ao mesmo tempo hiper-realistas e surrealistas – compará-las a impossíveis “fotografias do inconsciente” não seria exagero, considerando-se o processo criativo do artista na produção de Além do visível, aquém do intangível. A intenção de Fábio foi expressar experiências psíquicas e sentimentos em metáforas, o que resultou nas telas gigantes e oníricas expostas na Caixa Cultural em São Paulo.

As obras foram separadas em cinco eixos temáticos: O grande corpo, Retratos íntimos, Superfícies do intangível, Latências atrozes e Limites do introspecto. “A pintura de Fábio Magalhães se constitui nesse lugar inquietante entre o visível, reconhecível e familiar e o inefável e intangível”, comenta a curadora Alejandra Muñoz.

Além do visível, aquém do intangível. Caixa Cultural São Paulo. Praça da Sé, 111, Centro, São Paulo. De terça a domingo, das 9h às 19h. Informações: (11) 3321-4400. Grátis. Até 24 de setembro.

Para mais sugestões como esta adquira a edição de agosto de Mente e Cérebro: ImpressaAndroidIOS e WEB

Leia mais:

Ensaio fotográfico alerta sobre depressão pós-parto - Junto com uma amiga, a fotógrafa Danielle Fantis, produziu um ensaio fotográfico que retrata os altos e baixos de suas emoções

Memórias de família - Labirinto e memória, um compilado de obras que unem desenho, pintura e fotografia, feitas a partir de recordações