Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Ataque de 11 de setembro aumentou número de abortos de fetos do sexo masculino

Após grandes desastres organismo da mãe tende a “privilegiar” meninas

setembro de 2010
© Antony Correia/Shutterstock
O trauma psicológico causado pelo ataque terrorista às Torres Gêmeas em 2001, sentido inclusive por americanos que não tiveram relação direta com o acontecimento, pode ter aumentado o número de abortos espontâneos de bebês do sexo masculino nos Estados Unidos. A afirmação é de pesquisadores da Universidade da Califórnia em Irvine e Berkeley e tem base em análises dos bancos de dados nacionais de mortalidade infantil, no período de 1996 a 2002. Segundo os autores do artigo publicado na revista BMC Public Health, o fenômeno é relativamente comum após grandes catástrofes com número muito alto de vítimas. Os pesquisadores explicam que por um mecanismo desconhecido o organismo da mãe tende a “privilegiar” fetos do sexo feminino. A estratégia evolutiva garantiria um bom número de fêmeas na próxima geração, o que tende a aumentar o potencial fértil do grupo.