Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Balint e a regressão

A falha básica, principal obra do médico e psicanalista húngaro ganha segunda edição no Brasil

outubro de 2014
Divulgação
Interessado em psicanálise, o médico húngaro Michael Balint procurou Sandor Ferenczi para fazer análise. Ao longo do processo, os dois se tornaram amigos e Balint iniciou com ele sua formação em psicanálise. Consultor de uma clínica psiquiátrica, desenvolveu uma prática conhecida como Balint groups, nos quais reunia colegas da medicina para discutir suas experiências clínicas, com foco na relação médico -paciente, incentivando os colegas a examinar as próprias emoções a respeito dos pacientes. Na psicanálise, concentrou seus estudos nas relações objetais (com o outro, tudo o que está fora). Sua mais importante obra é A falha básica, que ganha sua segunda edição no Brasil. No texto, Balint propõe conceitos sobre a estruturação psíquica nos primeiros anos de vida e trata da relação entre analista e analisando. O autor argumenta a favor do analista acolhedor, interessado em conduzir a análise de forma a reparar as falhas do objeto primário.

A falha básica: aspectos terapêuticos da regressão. Michael Balint. Zagodoni, 2014. 192 págs. R$ 55,00.

Leia mais

Obras completas de Sabina Spielrein
Conhecida como "a paciente histérica e amante de Carl Jung", ela foi, na verdade, uma grande analista

Freud ano a ano
No aniversário de 75 anos de sua morte, conheça a cronologia da vida do criador da psicanálise

As transformações do sofrimento psíquico
O psicanalista Christian Dunker traça, no Café filosófico, um panorama sobre as diferentes formas de reconhecer e tratar o sofrimento no último século