Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Bom para o corpo e a mente

Prática da ioga eleva níveis de neurotransmissor que controla ansiedade

julho de 2007
© STOCK.XCHNG
TÉCNICA MILENAR indiana poderia ser indicada nos transtornos de ansiedade; vantagem é a ausência de efeitos adversos
Todo praticante de ioga conhece muito bem os efeitos tranqüilizantes dessa prática milenar. Agora é a vez de a ciência reconhecer que, de fato, a técnica indiana promove os mesmos efeitos que a drogas usadas no tratamento dos distúrbios de ansiedade.

Pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Boston e do Hospital McLean descobriram que a ioga é capaz de aumentar os níveis do ácido gama-aminobutírico, mais conhecido como GABA, um neurotransmissor inibitório abundante no cérebro. Publicados no Journal of Alternative and Complementary Medicine, os resultados do estudo sugerem que a prática da ioga deve ser mais estudada como um possível tratamento para os distúrbios da ansiedade e outras condições associadas a baixos níveis de GABA, como a depressão.

Usando ressonância magnética funcional, os pesquisadores compararam oito voluntários que praticaram uma hora de ioga com 11 pessoas que leram durante o mesmo período. Os resultados mostraram aumento de 27% nos níveis de GABA depois da sessão de ioga e nenhuma alteração nos indivíduos do grupo de leitura. “Esse estudo contribui para a compreensão de como o sistema gabaérgico é afetado por uma intervenção comportamental e nos ajudará a desenvolver tratamentos para condições associadas a baixos níveis desse neurotransmissor”, diz o psiquiatra Domenic Ciraulo, um dos autores do artigo. Segundo ele, uma das principais vantagens seria a ausência de efeitos adversos geralmente associados aos medicamentos ansiolíticos, entre eles a dependência.