Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Cão das sombras é metáfora de depressão em vídeo da OMS

Animação esclarece sintomas e incentiva a buscar ajuda médica e psicológica

novembro de 2014
Captura de tela

“Eu tinha um cão negro, seu nome era depressão. Cada vez que ele aparecia eu me sentia vazio e a vida parecia mais lenta.” Assim se inicia a animação de cinco minutos produzida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que informa sobre sensações comuns aos mais de 300 milhões de pessoas que sofrem com transtornos depressivos no mundo.

O sinal mais evidente é o embotamento afetivo, isto é, quando nada parece despertar interesse nem emoções. O cão começa acompanhando o protagonista a distância, mas ao longo da narrativa vai chegando mais perto, até fundir-se com ele.

Surgem problemas para dormir e tendência a se isolar e a se automedicar. O filme, ao final, traz uma mensagem de esperança: o animal das sombras pode ser afastado. O primeiro passo, mais óbvio, é consultar um médico ou psicólogo. O segundo é estimular os próprios recursos.“Quanto mais estressado você está, mais alto ele late. Aprenda a serenar a mente”, esclarece o vídeo sobre as relações com o estresse e maneiras de combatê-lo, como práticas de meditação.

São abordadas também medidas comprovadamente eficazes, como escrever sobre os próprios sentimentos. A animação deixa claro que talvez não seja possível expulsar o cão definitivamente, mas que está ao alcance apaziguar  seus impactos. Disponível no YouTube: http://goo.gl/CBh9vN

Leia mais


Para entender melhor a depressão
A depressão é vista como resultado da combinação de fatores genéticos e ambientais, como valores culturais e experiências emocionais

Com quanta tristeza se faz uma depressão?
A tristeza perdida, livro dos psiquiatras Allan Horwitz e Jerome Wakefield, critica diagnósticos que ignoram a relação entre os sintomas e o contexto do paciente

Ligações entre estresse, ansiedade e depressão
Pesquisadores trabalham no desenvolvimento de substância para conter sintomas