Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Cenas coloridas do desejo feminino

Em exibição no Masp, pinturas de Wanda Pimentel convidam a refletir sobre como a sociedade de consumo influi na subjetividade da mulher

junho de 2017
Da redação
DIVULGAÇÃO
Trabalhos da série envolvimentos: o corpo aparece fragmentado, contextualizado como objeto de consumo

As pinturas cheias de cores da carioca Wanda Pimentel contrastam com as cenas que retratam: mulheres representadas apenas por suas pernas e pés imersas em um ambiente doméstico aparentemente tedioso. A impressão é que elas estão interagindo profundamente com chaleiras, sofás e sapatos, entre outros itens. Imagens transmitem ao mesmo tempo a sensação de confinamento e a epifania diante de objetos cotidianos, reunidas na série Envolvimentos, em exibição no Museu de Arte de São Paulo (Masp).

Envolvimentos é um dos destaques da programação de 2017 do museu, que tem a sexualidade como eixo temático. Os trabalhos de Wanda, hoje com 74 anos, são especialmente interessantes por causa do período em que foram produzidos: fim dos anos 60, quando o casamento e a vida doméstica ainda eram o destino tradicionalmente oferecido pela sociedade às mulheres, nas palavras da escritora e ícone do feminismo Simone de Bouvoir. 

Nesse sentido, os produtos domésticos e pessoais que parecem ser observados pelas personagens de Wanda – que na verdade representam ela mesma, retratada na perspectiva de observadora da cena – são fragmentos de um único universo possível para as mulheres. Nas palavras do historiador e crítico de arte Fernando Morais, estudioso da obra de Wanda, as pinturas são uma “metáfora do aprisionamento”. 

O corpo feminino aparece também fragmentado, contextualizado como um item de consumo. Assim, a mulher autobiografada pela artista deseja o que lhe é socialmente permitido e é também objeto de desejo. Interessante, assim, observar como a obra de Wanda, não apenas pelas cores e traços, conversa tematicamente com o movimento da pop art, caracterizado por utilizar produtos fabricados em massa para chamar atenção para a sociedade de consumo. 

Envolvimentos. Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp). Avenida Paulista, 1578, São Paulo. De terça a domingo, das 10h às 18h. Informações: (11) 3149-5959. R$ 30 (gratuito na terça). Até 17 de setembro.

Para mais sugestões como esta adquira a edição de junho de Mente e Cérebro:

Impressa:
http://bit.ly/2q3yTJH 
Digital:
http://bit.ly/mcappandroid - Android 
http://bit.ly/mecapple - IOS 
http://bit.ly/mcappweb - versão web 

Leia mais:

Uma inusitada sessão de terapia em grupo - Antônio Fagundes protagoniza texto de humor argentino sobre três casais que frequentam uma mesma psicóloga

E se pudéssemos voltar atrás? - Marília Gabriela e Caco Ciocler interpretam a adaptação brasileira de texto, que recebeu vários prêmios internacionais e foi apresentado na Broadway