Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Coletivo propõe troca de olhares entre desconhecidos

Movimento já foi realizado em 12 capitais brasileiras e 156 cidades do mundo, envolvendo mais de 100 mil participantes

julho de 2016
CAPTURA DE TELA/REPRODUÇÃO
Imagem de vídeo da primeira edição do EntreOlhares em São Paulo, no final de 2015.

Centenas de pessoas que não se conhecem reunidas em um parque ou praça com o propósito de olhar fixamente nos olhos de alguém por um minuto. Essa é a proposta do projeto EntreOlhares, organizado através de redes sociais, que tem ocorrido periodicamente em várias capitais brasileiras. 

É inspirado no Eye contact experiment (Experimento de contato visual), do coletivo internacional The Liberators, que ocorreu em várias cidades do mundo, envolvendo no total mais de 100 mil participantes. Vídeos da intervenção no canal do coletivo na web – que partiu do tema “Para onde foi a conexão humana?” – já têm mais de 100 milhões de visualizações. “Decidimos criar o evento em São Paulo e centenas de pessoas confirmaram em poucas horas. Muitas outras entraram em contato perguntando como podiam organizar em suas cidades”, conta Carolina Nalon, que articula edições do movimento no Brasil. Ela considera a iniciativa atraente para um público que vive “em tempos de aumento do relacionamento digital e pouco contato olho no olho”. A organização dos encontros é feita no grupo público do Facebook EntreOlhares – Experimentando conexões humanas, em que são divulgados as datas e os locais das próximas edições.

Esta matéria foi publicada originalmente na edição de julho de Mente e Cérebro, disponível na Loja Segmento: http://bit.ly/29SXuYj  

Leia mais:

Hormônio favorece processos de socialização
Uso de ocitocina torna mais fácil interpretação de olhares

Como as mulheres mexem com a cabeça dos homens
Basta dizer a eles que estão sendo observados por uma desconhecida para que seu desempenho cognitivo seja prejudicado