Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Combinação de drogas é mais eficaz contra enxaqueca

Tratamento contra a doença funciona melhor se dois medicamentos forem tomados juntos e não isoladamente

abril de 2007
A combinação de dois tipos de tratamento para enxaqueca é mais eficaz do que se os medicamentos forem tomados isoladamente, segundo estudo publicado no JAMA. A enxaqueca é uma doença muito comum, quase sempre incapacitante e que se manifesta por ataques bilaterais ou unilaterais de dor de cabeça e sintomas associados, como náusea, vômito e sensibilidade à luz e ao som.

Apesar dos avanços no tratamento desse distúrbio nos últimos anos, os resultados ainda são insatisfatórios para boa parte dos pacientes, explica Jan Lewis Brandes, do Grupo de Neurociências de Nashville e autor do artigo.

Brandes e seus colegas avaliariam a eficácia e a segurança da combinação de dois medicamentos, o sumatriptano (que pertence à classe dos triptanos) e o naproxeno sódico (um antiinflamatório não-esteroidal), comparando com grupos que receberam as drogas isoladamente e com um grupo placebo. O estudo foi dividido em duas etapas, de cada uma das quais participaram cerca de 1.500 pacientes.

Os resultados mostraram que, duas horas depois da administração, o grupo que recebeu a combinação sumatriptano-naproxeno sódico alcançou resultados superiores no alívio da dor de cabeça, na fotobobia e na fonofobia em relação aos outros grupos. “Isso é uma demonstração de que a enxaqueca depende de múltiplos processos patogênicos dos quais uma única droga não consegue dar conta”, diz Brandes.