Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Aplicativo auxilia pais e mães de primeira viagem

Ferramenta para smartphone criada por cientistas envia mensagens sobre cada período da gestação e permite gerenciar compromissos de saúde e encontrar grupos de apoio

dezembro de 2014
Captura de Tela
Pesquisas recentes indicam que grávidas jovens costumam iniciar os cuidados pré-natais mais tarde do que as experientes e são menos propensas a frequentar as consultas e a participar de cursos de orientação. Cientistas do Instituto de Psiquiatria, Psicologia e Neurociências do King’s College de Londres ajudaram a desenvolver um aplicativo para smartphone com orientações para pais de primeira de viagem que abrangem desde concepção até os seis primeiros meses de vida do bebê.

Na ferramenta Baby Buddy, um avatar fornece informações sobre saúde e bem-estar em cada período da gestação. Envia mensagens regulares com lembretes e vídeos, além de ajudar os pais a definir metas, gerenciar compromissos de saúde e encontrar grupos e recursos locais por meio do geolocalizador. O conteúdo foi cuidadosamente avaliado e aprovado por diversos especialistas e testado por centenas de pais, parteiras, enfermeiros, pediatras e médicos.

“As primeiras experiências de vida são cruciais no desenvolvimento infantil. Os pais têm direito ao acesso a informações importantes e precisas durante a gravidez e a primeira infância para oferecer o melhor que puderam à criança”, diz o psicólogo clínico Crispin Day, diretor do Centro de Apoio para Pais e Filhos da universidade. “Estamos ansiosos para verificar se o impacto do aplicativo corresponderá a nossas previsões.”

Leia mais

Psicologia da maternidade
Site ajuda mulheres com filhos ou que planejam engravidar a refletir sobre sua própria identidade

Grávidas com TEPT e depressão são mais propensas a ter partos prematuros
Os dois transtornos juntos podem quadruplicar as chances de o bebê nascer antes do tempo

Grávida com enjôo de manhã? Sinal de inteligência do bebê
Variação dos níveis hormonais que provoca desconforto para gestantes está ligadoa à capacidade intelectual das crianças