Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Cuidar da mente é bom para os negócios

março de 2006
O aumento dos custos dos planos de saúde e o estigma social associado a problemas de saúde mental levar muitas empresas a ignorar a saúde mental dos trabalhadores. O descuido, porém, pode custar caro. Estudos mostram que empresários que oferecem aos empregados acesso a tratamentos de saúde mental não só ajudam a fazer do ambiente de trabalho um lugar mais agradável, mas também melhoram seus lucros.

Pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade Johns Hopkins analisaram recentemente 103 estudos sobre saúde mental e fatores como gastos com planos de saúde, produção por trabalhador, capacidade de aprendizagem, faltas e disposição no trabalho. Segundo os dados, os investimentos em planos de saúde para trabalhadores com problemas físicos e mentais eram 1,7 vez maiores do que os gastos com funcionários que apresentavam apenas problemas físicos. Um dos prováveis fatores responsáveis pela diferença é que muitos funcionários com problemas de depressão e ansiedade procuram ajuda para curar sintomas físicos, o que exige exames e tratamentos caros. Outros estudos constataram que empregados sofrendo de depressão têm sete vezes mais chance de serem menos eficientes e 2,5 vezes mais probabilidades de faltar ao trabalho quando comparados com seus colegas, o que diminui a produtividade e os lucros da empresa. O pesquisador Alan M. Langlieb, que comandou a revisão do estudo, recomenda o desenvolvimento de programas de educação, saúde e qualidade de vida nas empresas.