Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Distúrbios afetam metade dos americanos

fevereiro de 2006
A Pesquisa Nacional de Comorbidade (National Comorbidity Survey Replication), o mais abrangente estudo já realizado sobre a saúde mental nos Estados Unidos, indicou que 46% dos americanos sofrem de algum tipo de distúrbio mental ao longo da vida. No total, mais de 15 mil pessoas foram entrevistadas durante dez anos.

Coordenada por Ronald C. Kessler, da Universidade Harvard, a pesquisa revelou que 18% dos pesquisados já haviam sofrido de transtorno de ansiedade grave, 10% de depressão ou transtorno bipolar, 9% de transtorno obsessivo-compulsivo e 4% de dependência ao álcool ou a drogas. Apenas 40% dos portadores de distúrbios de saúde mental afirmaram ter recorrido a algum tipo de tratamento, e em geral não com especialistas.

A prevalência de distúrbios é muito maior que a registrada há 20 anos. Os resultados levaram a uma revisão do Manual de Diagnóstico e Estatística, que reúne os critérios usados por psiquiatras para determinar se os sintomas de um indivíduo podem ser diagnosticados como transtorno. A quarta edição atualizada, conhecida como DSM-IV, tem sido a grande referência, mas talvez precise de revisão à luz dos novos dados.

Uma boa notícia é que a maioria dos casos clínicos é de gravidade moderada. Mas grande parte das pessoas disse que os primeiros sinais de suas doenças apareceram antes dos 18 anos, o que sugere atenção especial aos jovens. Os pesquisadores analisam agora 10 mil adolescentes e conduzem estudos sobre americanos de origem africana, hispânica e asiática a fim de observar tendências mais específicas.