Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Domingo é o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência

Mobilização para prevenção de acidentes e doenças é voltada para os principais causadores de lesões traumáticas: armas de fogo e acidentes de carro

setembro de 2008
©prism_68/Istockphoto
O Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, que se comemora neste domingo, dia 21, é uma oportunidade para que a sociedade se mobilize num trabalho de inclusão social das 24,6 milhões de pessoas que se encontram nessa situação. O número foi levantado no último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

E para que esse contingente não aumente é preciso que as campanhas de prevenção sejam ampliadas, principalmente no combate aos acidentes de automóveis, com armas, quedas e mergulhos, que causam lesões traumáticas e levam a algum tipo de paralisia. De acordo com pesquisa da Clínica de Lesão Medular da Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), em São Paulo, 73,% dos pacientes tratados pela instituição adquiriram a patologia por acidentes de carro e armas de fogo, sendo que essa última é a responsável por 40% das lesões.

Como exemplo de campanha bem-sucedida está a de combate à mielomeningocele, uma malformação congênita da coluna vertebral da criança, que pode ser prevenida com a ingestão de ácido fólico pela mãe durante a gravidez. Recentemente, uma lei aprovada pelo trabalho desenvolvido pela AACD tornou obrigatória a adição de ácido fólico em todas as farinhas produzidas e comercializadas no país.

O Dia Nacional de Luta do Portador de Deficiência foi instituído em 1982 durante um encontro nacional promovido por entidades sociais e transformado em lei em julho de 1995.