Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Enxergamos melhor objetos valiosos

Algumas áreas cerebrais são ativadas diante de um diamante ou uma joia cara

outubro de 2010
© jacus/istockphoto
Quando vemos um objeto valioso costumamos dizer que nossos olhos brilham. Para o psicólogo John Serences essa expressão não é apenas uma metáfora. Na conclusão de um estudo publicado na revista Neuron, o pesquisador sugere que a expressão tem uma sólida base científica: se um objeto tem valor, o enxergamos melhor. Para entender se as recompensas econômicas recebidas influenciam na elaboração das informações visuais no cérebro, Serences analisou a atividade neuronal de um grupo de voluntários. Eles deveriam escolher entre objetos de cores diferentes, para os quais foi atribuído um valor. Os resultados mostram que as áreas cerebrais responsáveis pela orientação espacial ou cor se ativam de maneira intensa diante de um objeto associado a uma recompensa. Isto sugere que algo de valor se apresenta com maior nitidez, como se fosse iluminado. As recompensas também parecem organizar a atividade cerebral de forma a tornar o processo de elaboração visual mais favorável em relação aos estímulos
com valores altos, o que pode influenciar na tomada de decisão. Outras pesquisas podem ajudar a compreender os mecanismos da dependência: para algumas pessoas, ver um bem ou uma comida saborosa, por exemplo, já é suficiente para desencadear o desejo de tê-los.