Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Exposição aponta efeitos da modernidade no psiquismo

A mostra reflete sobre superficialidade e questões psíquicas que surgem com as modernas tecnologias

abril de 2014
Divulgação
Em um primeiro olhar a obra Deposição (2013) não parece muito mais que uma sacola de supermercado esquecida no salão do Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo. Elementos comuns em uma compra, como molho de tomate e refrigerante, estão dispostos em fila, cercados por rolos de papel-toalha. Um dos destaques da exposição Medos modernos, o trabalho do artista Matheus Pitta convida a refletir sobre a dependência contemporânea do supérfluo: comida processada e mesmo água engarrafada são vistos como produtos essenciais. Aliás, qual a necessidade da grande quantidade de papel, o que tanto há a limpar? 

A mostra aponta algumas questões psíquicas que surgiram com os avanços sociais e tecnológicos do último século. Outra obra que chama a atenção é o vídeo criado por Luiz Roque: com ares de ficção científica, uma mulher do futuro está prestes ou acaba de passar por uma cirurgia de mudança de sexo. A ambiguidade do filme é uma reflexão sobre como se desdobrarão, nos próximos anos, questões relacionadas à identidade sexual e à liberdade sobre o próprio corpo, assim como os conceitos de “normal” e “natural”.


Medos modernos. Instituto Tomie Ohtake. Avenida Brig. Faria Lima, 201 (entrada pela rua Coropés), Pinheiros, São Paulo. Terça a domingo, das 11h às 20h. Informações: (11) 2245-1900. Grátis. Até 4 de maio.