Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Expressão corporal em sânscrito

Livro incentiva crianças a perceber o próprio corpo por meio da prática da yoga

outubro de 2007
DIVULGAÇÃO
Prestar atenção à própria respiração, aprimorar a concentração, a postura e o equilíbrio utilizando técnicas milenares em busca da harmonia física e mental não é privilégio de gente grande. Colorido e bem ilustrado, o livro Yoga para crianças é um convite à expressão e à experimentação do corpo. A autora Kátia Canton, Ph.D. em artes interdisciplinares pela Universidade de Nova York, explica que a palavra yoga significa união, e sua prática exprime a intenção de nos conectarmos a todas as formas de vida do universo. “Afinal, dividimos o mesmo planeta, respiramos o mesmo ar e somos afetados pelo que acontece aos outros”, escreve Kátia, que também é curadora do Museu de Arte Contemporânea (MAC) de São Paulo e professora da Universidade de São Paulo (USP). A cada página, fotos de Tadeu Jungle mostram as posições a serem aprendidas.

A primeira lição é respirar. Ou melhor: perceber como se expira e inspira -– e perceber e controlar a maneira como se faz isso. O segundo passo é o aquecimento que prepara os praticantes para as posturas. O texto explica, em linguagem simples, “como fazer” cada uma delas e “o que ela faz por você”. Todos os gestos são desenvolvidos com base em formas e movimentos da natureza.

Ao apresentar hastini ou a “dança do elefante”, por exemplo, a autora explica: “De pé, gire o tronco de um lado para o outro. Os braços esticados ficam bem soltos ao lado do corpo. Você roda livremente para a direita e para a esquerda, deixando-os bem pesados, como se fossem trombas de elefante”. A pronúncia em sânscrito dos nomes das posições pode ser divertida para os pequenos, e sua prática, se transformar em uma delicada brincadeira que favorece a conscientização corporal e o direcionamento da atenção.