Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Família de menino com autismo cria canal no YouTube para falar do transtorno

Nos vídeos, Otávio, de 4 anos, fala sobre as características do irmão Ítalo, de 7, diagnosticado com TEA

maio de 2016
CAPTURA DE TELA

Como é cuidar de uma criança com transtorno do espectro autista (TEA) e estimulá-la? Pensando em ajudar famílias que vivem essa experiência, os pais de Ítalo Cunha, de 7 anos, diagnosticado com TEA, criaram um canal no YouTube, protagonizado pelo filho mais novo, Otávio, de 4 anos. Nos vídeos, Otávio aparece junto a Ítalo em várias situações, seja apresentando brincadeiras que interessam ao irmão ou explicando, à sua maneira, como entende as reações do irmão e como tenta ajudá-lo no dia a dia. Um dos destaques é o vídeo no qual fala sobre como estímulos insignificantes para a maioria das pessoas (como um latido de cachorro ou uma música ao longe) são capazes de sobrecarregar sensorialmente uma pessoa com TEA. “Quando ele não presta atenção em você, significa que ele já tem muitas coisas na cabeça”, diz o menino. O canal traz também vídeos com os pais das crianças. Em um deles, o pai, Gilmar Cunha, fala sobre o nascimento de Ítalo, a descoberta do diagnóstico e o interesse da família em engajar Otávio nas vivências do irmão. Acesse o canal no YouTube: OtávioShow. 

Para mais sugestões como essa, adquira a edição de maio de Mente e Cérebro, disponível na Loja Segmento: http://bit.ly/1TzlwUW 

Leia mais:

Protocolo IRDI pode detectar autismo em crianças de até um ano e meio
Cientistas da USP avaliam se formulário criado por psicanalistas é capaz de identificar sinais precoces do transtorno

Menina de 4 anos com autismo pinta quadros para estimular habilidades sociais
O trabalho com as tintas e a companhia da gatinha Thula começaram como terapia; hoje réplicas das obras são vendidas online