Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Freud ano a ano

No aniversário de 75 anos de sua morte, conheça a cronologia da vida do criador da psicanálise

setembro de 2014
Ferdinand Schmutzer/Wikimedia Commons
Há 75 anos, em Londres, morria o médico Sigmund Freud, criador da psicanálise. Autor de mais de 15 livros, suas ideias influenciaram profundamente o pensamento do século 20. Questionou o protagonismo da razão humana, revelando a dimensão inconsciente de nossas escolhas e ações. Conheça os principais marcos da vida de Freud: 

1856: Nasce Schlomo Sigismund Freud em Freiberg, atual Eslováquia
1872: Visita sua cidade natal, onde se apaixona pela primeira vez por Gisela Fluss, irmã de seu amigo de infância
1873: Entra na Faculdade de Medicina
1876: Estuda a sexualidade das enguias
1878: Sigismund muda seu nome para Sigmund
1881: Obtém o doutorado em medicina

1882: Conhece Martha Bernays. Breuer começa a tratar de Bertha Pappenheim.
1884: Pesquisa as virtudes da cocaína
1885: Passa a trabalhar com Charcot
1886: Casa-se com Martha Bernays e trabalha como neurologista
1887: Primeiro encontro com Wilhelm Fliess
1889: Inicia o tratamento de Fanny Moser

1891: Primeiro livro, Sobre a Formação das Afasias
1895: Publica, com Breuer, Estudos sobre a Histeria. Um sonho estranho em 24 de julho o inquietará profundamente.
1896: Usa pela primeira vez o termo “psicanálise
1899: Publica A Interpretação dos Sonhos, livro que marca o “nascimento” da psicanálise
1901: Publica Psicopatologia da Vida Cotidiana
1905: Publica Chistes e sua Relação com o Inconsciente e Três Ensaios sobre a Teoria da Sexualidade
1908: Primeiro Congresso Internacional de Psicanálise
1909: Visita os Estados Unidos com Jung e Ferenczi

1910: Fundação da International Psychoanalytical Association (IPA)
1912: Lançamento de Imago, revista dedicada à psicanálise aplicada
1913: Sobre o Narcisismo e Totem e Tabu
1914: Contribuição à História do Movimento Psicanalítico e O Moisés de Michelangelo
1915: Considerações Atuais sobre a Guerra e sobre a Morte e Metapsicologia
1920: Além do Princípio do Prazer e Psicologia de Grupo e a Análise do Ego

1923: Primeira manifestação de um tumor no maxilar
1925: Publica Selbstdarstellung, sua autobiografia, e Inibições, Sintomas e Angústia
1927: O Futuro de uma Ilusão
1933: Os livros de Freud são queimados na Alemanha, então dominada pelo nazismo
1937: Deixa Viena e vai para Londres. Dissolvida a Sociedade Psicanalítica de Viena.

1939: Morre Sigmund Freud em Londres. Em 21 de setembro, pediu a seu médico: “Schur, o senhor prometeu me ajudar quando tivesse chego a hora”. Quando dormiu, o medico aplicou-lhe dois centigramas de morgana. Duas horas depois, a mesma injeção.
Freud morreu às 3h da manhã do dia 23 de setembro. Seu corpo foi incinerado no dia seguinte e as cinzas depositadas emu ma antiga taça do século IV a.C, presente de Marie Bonaparte. A taça foi roubava e não se saba onde foram espalhadas as cinzas de Freud.

Saiba mais sobre a vida e a obra do fundador da psicanálise na Mente e Cérebro n. 169, O legado de Freud.

Leia mais

Na casa de Freud
O número 20 da rua Maresfield Gardens, região oeste de Londres, foi a última moradia do criador da psicanálise. Transformado em museu, permanece ali um pouco da história de incontáveis analistas e analisandos

Freud está de volta
Neurocientistas descobrem que descrições biológicas do cérebro funcionam melhor se combinadas às teorias delineadas pelo pensador austríaco há um século.

Os amores de Freud
Na adolescência, o criador da psicanálise enamora-se durante uma viagem; aos 26 anos encontra em Martha a paixão – e a transferência