Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Guerra aumenta risco de esquizofrenia

outubro de 2008
© NATALIE BEHRING-CHISHOLM/GETTY IMAGES NEWS/GETTY IMAGES
Grávidas da Etiópia: conflitos causam risco maior de psicopatologias em bebês
O stress agudo e intenso nos primeiros meses de gestação aumenta a susceptibilidade do bebê à esquizofrenia. É o que mostra artigo publicado na revista BMC Psychiatry por pesquisadores da Universidade de Nova York. O estudo avaliou mais de 88 mil pessoas nascidas em Jerusalém entre 1964 e 1976. Os resultados mostraram que a psicopatologia é significativamente mais comum em filhos de mulheres que estavam no segundo mês de gravidez durante a Guerra dos Seis Dias, conflito entre judeus e árabes que ocorreu em junho de 1967. O risco da doença foi 4,3 vezes maior para as filhas dessas mulheres e 1,2 vezes maior para os filhos, em comparação à população em geral.

As evidências são a confirmação inequívoca de um efeito que já vinha sendo sugerido por estudos anteriores. Os hormônios do stress passam facilmente pela placenta e certamente afetam o desenvolvimento cerebral, ainda que não se conheçam tais mecanismos, argumentam os autores. Eles acreditam ainda que fenômeno semelhante possa ocorrer em resposta a grandes desastres naturais, como terremotos e furações, bem como a ataques terroristas.