Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Habitação para pessoas com sofrimento mental grave

Livro discute a questão com olhares de quatro áreas diferentes: arquitetura, antropologia, psicanálise e saúde coletiva

maio de 2015
DIVULGAÇÃO

No Brasil, as internações permanentes de pessoas com transtornos psíquicos severos caracterizam um sistema tradicional. Entretanto, existem falhas nesses métodos que persistem por décadas. Inserção social e habitação de pessoas com sofrimento mental grave traz as percepções de profissionais e pesquisadores de quatro áreas diferentes: arquitetura, antropologia, psicanálise e saúde coletiva. A obra discute experiências e observações levantadas em uma pesquisa que envolveu três cidades selecionadas por manterem, há pelo menos dois anos, uma estrutura de rede municipal razoável na área, composta de centros de atenção psicossocial, serviços residenciais terapêuticos (SRTS) e coordenação específica de saúde mental. O resultado foi um parecer sobre o modelo de tratamento no país e comentários convergentes em um trabalho interdisciplinar que enfatiza a distinção entre “morar” e “habitar” e a relevância desse conceito para o tratamento e a qualidade de vida de pessoas em intenso sofrimento psíquico.

Inserção social e habitação de pessoas com sofrimento mental grave.
Juarez Pereira Furtado e Eunice Nakamura (orgs.).
Fap-Unifesp, 2014,
432 págs. R$ 62,00.

Veja mais resenhas de lançamentos na edição de maio de 2015 de Mente e Cérebro, disponível na Loja Segmentohttp://bit.ly/1DKrwmD


Leia mais:

Células da pele convertidas em neurônios ajudam a entender esquizofrenia
Novo modelo de pesquisa permite estudos sobre a base biológica do transtorno

Pensar sobre o pensamento
O treinamento metacognitivo, relacionado à mudança de crenças, pode amenizar transtornos de humor e até sintomas da esquizofrenia