Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Histeria nos tempos de Freud

setembro de 2009
DIVULGAÇÃO
Peça premiada volta a ser encenada do Rio de Janeiro e no Ceará, mostrando realidade de um hospício no século XIX; plateia é convidada a participar sem os constrangimentos da interatividade

O cotidiano de cinco mulheres em um manicômio brasileiro, no fim do século retrasado, é tema de Hysteria, peça que já ganhou cinco prêmios. Na mesma época em que se passa a história, Freud desenvolvia, em Viena, sua teoria acerca dessa psicopatologia. Após 350 apresentações em 18 cidades brasileiras e 12 no exterior e de ter participado dos principais festivais de teatro de língua portuguesa, a peça será apresentado novamente no Rio de Janeiro, em outubro, e em Cariri, no Ceará, em novembro. O espetáculo com abordagem interativa, porém delicada (que não constrange o público), foi desenvolvido pelo Grupo XIX de Teatro, com base em pesquisas de documentos históricos realizadas em hospícios femininos do século retrasado. Resultado de um processo de criação coletiva, a peça resulta da “costura” dos fragmentos de histórias de personagens verídicas e de toques de ficção. Ao mergulhar nesse universo, o diretor Luiz Fernando Marques e as atrizes Evelyn Klein, Mara Helleno, Janaina Leite, Juliana Sanches e Sara Antunes traçam um desenho que passa pela pressão familiar, repressão social e introjeção de fantasmas opressivos e desestabilizadores. As questões referentes ao século XIX são colocadas em confronto com as questões das mulheres da plateia, fazendo da sala de hospício/teatro uma arena de discussões que proporciona uma emocionante troca de vivências.

Hysteria. Nos dias 16, 17 e 18 de outubro, o espetáculo será apresentado no Rio de Janeiro, e de 13 a 20 de novembro, no Ceará. Locais a serem definidos.
Informações: contato@grupoxixdeteatro.ato.br