Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Histórias de transexuais e travestis inspiram monólogo

O ator Silvero Pereira vive a travesti Gisele Almodóvar em BR-TRANS: relatos colhidos em cidades brasileiras falam de resistência e solidão

outubro de 2015
DIVULGAÇÃO

O ator Silvero Pereira passou seis meses pesquisando o universo de travestis e transexuais em capitais do Sul e do Nordeste brasileiro – “carne de sol” e “carne do sul”, como define as duas populações no site que criou para o projeto batizado BR-TRANS. As histórias que colheu deram origem ao monólogo homônimo, em cartaz em São Paulo.

Pereira é ator do coletivo As Travestidas, que desenvolve espetáculos relacionados à temática de identidade de gênero e sexualidade. No palco, o ator é Gisele, a personagem travesti que conta ao público as mais diversas histórias, tanto cômicas como de solidão e de discriminação. O texto aborda temas urgentes, como a vulnerabilidade das mulheres trans e travestis à violência e a maior frequência de suicídio entre essas populações. Destaque para a comovente leitura de uma carta escrita pela mãe de uma travesti e a interpretação das composições Geni e o Zepelim, de Chico Buarque, e Masculino e feminino, de Pepeu Gomes.

BR-TRANS.
Sesc-Pompeia. Rua Clélia, 93, Pompeia, São Paulo.
Quinta e sábado, às 21h.
Domingos e feriados, às 19h. R$ 25. Até 18 de outubro.

Esta matéria foi publicada originalmente na edição de outubro de Mente e Cérebro, disponível na Loja Segmento: http://bit.ly/1N5FOYm

Leia mais:

Crianças transgênero se apropriam da identidade na mesma época em que as cisgênero
“Elas não estão confusas ou atrasadas. Comportam-se exatamente como esperado de acordo com a idade”, conclui estudo

Projeto grava perfis em vídeo de ativistas transexuais
O objetivo é combater o preconceito de gênero e dar visibilidade a uma minoria