Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Imitação fortalece vínculo afetivo em primatas

Ato de imitar o semelhante é importante para estreitar laços afetivos entre primatas

outubro de 2009
© JAMES BALOG/STONE/GETTY IMAGES
O ato de imitar o semelhante é importante para estreitar laços afetivos entre primatas. Uma pesquisa com macacos-prego, realizada por cientistas dos Institutos Nacionais de Saúde, nos Estados Unidos, apoia essa ideia – já demonstrada por outros trabalhos. O curioso desta pesquisa, no entanto, é que as evidências vieram não da observação da imitação entre os próprios macacos, mas do comportamento dos animais em relação aos pesquisadores.

Segundo artigo sobre o resultado do experimento, publicado na revista Science, os macacos preferiram a companhia dos cientistas que os imitaram, em detrimento daqueles que não reproduziram seus gestos e expressões. Os primatas não apenas gastaram mais tempo com os imitadores humanos como também preferiram participar de tarefas simples com eles, ignorando a solicitação dos pesquisadores que não os imitaram. Segundo os autores, a repetição de gestos e expressões parece ser compreendida como uma demonstração de empatia e tem um papel fundamental na formação dos grupos sociais.