Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Lições de afeto e gastronomia

outubro de 2008
JOÃO CALDAS
Muito mais que mera alimentação, a gastronomia é um aprendizado dos sentidos. Não por acaso, grandes gourmets – como Vatel (o célebre cozinheiro do rei Luís XIV) e Brillat-Savarin (autor de Fisiologia do gosto) – ganharam status comparável ao de artistas. Mas a culinária também pode ter uma dimensão afetiva: quando associada às tradições familiares ou quando se torna metáfora e moeda de trocas simbólicas. A afetividade é a faceta explorada, de modo comovente, pela peça A reserva, de Marta Góes, protagonizada pela atriz Irene Ravache, em cartaz em São Paulo. Com direção de Regina Galdino, o espetáculo faz das habilidades da chef Vera um retrato das diferenças que permeiam os relacionamentos.

Sem a ajuda do filho no restaurante, sua perseverança ao lidar com os conflitos mostra que, assim como nas melhores receitas, o equilíbrio afetivo é conquistado com a dose certa de generosidade e parcimônia.