Mente Cérebro
Clique e assine Mente Cérebro
Notícias

Movimentos de golfinhos seguem lógica da linguagem humana

Quando cetáceos se movem na superfície da água tendem a realizar sequências simples, da mesma forma que, na fala, as palavras usadas com mais frequência são as mais curtas

outubro de 2009
© SCHALKE FOTOGRAFIE | MELISSA SCHALKE/SHUTTERSTOCK
A “lei da brevidade” da linguagem, proposta pelo filologista americano George K. Zipf, segundo a qual as palavras usadas com frequência em determinada língua tendem a ser mais curtas, também se aplica à forma como golfinhos se movimentam na superfície da água. A constatação vem do estudo publicado na revista Complexity por cientistas da Universidade Politécnica da Catalunha, na Espanha, e da Universidade de Aberdeen, na Escócia. Pesquisadores observaram que esses cetáceos tendem a realizar movimentos simples, seguindo o mesmo padrão usado
pelos humanos para encurtar palavras quando estão falando ou escrevendo. Segundo eles, as observações mostram que essa “economia linguística” segue os mesmos princípios que governam os sistemas biológicos. “Isso nos leva à conclusão de que as tradicionais barreiras entre as disciplinas do comportamento humano e animal devem ser abolidas”, escrevem os autores.